Amazonas Política Saúde

Nhamundá e Benjamin Constant ganham novas UBS fluviais

UBS de Manicoré, no Amazonas/Foto: Arquivo
Redação
Escrito por Redação

O deputado Alfredo Nascimento (PR/AM) empenhou R$1,7 milhão em emendas individuais para Unidades Básicas de Saúde Fluviais (UBSF) para dois municípios amazonenses: Nhamundá e Benjamin Constant. Esta semana, cada um recebeu a primeira parcela deste montante, no valor R$ 510mil para cada município. O valor restante deve ser depositado no ano que vem. Enquanto isso, as duas cidades já podem iniciar os trabalhos para que as UBSF estejam prontas para atender em 2016.
“Estes recursos sempre chegam na hora certa, pois sei da necessidade destas populações. Empenhei estas emendas com o intuito de ajudar a saúde do povo amazonense”, afirmou Alfredo.

Em meio a crise do País, Alfredo conseguiu liberar recursos para melhorar o Amazonas. Em 2015 foram R$ 616 milhões. Além disso aprovou R$ 55 milhões em emendas ao Orçamento da União, por meio de emendas individuais e coletivas, para serem investidos em 2016. Uma delas acaba de ser liberada e vai beneficiar centenas de famílias em Nhamundá e Benjamin Constant.

O maior volume de recursos foi para restauração e manutenção de estradas e construção de portos. Para os serviços de repavimentação do km 13, no Careiro da Várzea, ao km 198, Alfredo conseguiu R$ 350 milhões junto ao Ministério dos Transportes e mais R$ 75 milhões para a execução dos serviços de manutenção do chamado “meião” da rodovia, que garantiram a trafegabilidade na estrada após 21 anos de isolamento.

Outra importante conquista foi a liberação de R$ 20 milhões para os serviços de manutenção em 84 km da BR 174, no entroncamento da BR 319, que permitiu a ligação rodoviária entre o município de Manicoré e Manaus.

Para garantir conforto e dignidade no embarque e desembarque de passageiros no interior do Amazonas, Alfredo conseguiu R$ 55 milhões para a construção do novo porto de Itacoatiara, R$ 14 milhões para construir o novo porto da Vila Amazônia, em Parintins; R$ 10 milhões para o porto do lago de Tefé, além de também liberar recursos para a construção dos portos de Silves (R$ 18 milhões), Envira (R$ 14 milhões), Anori (R$ 13 milhões) e Alvarães (R$ 18 milhões). E conseguiu ainda R$ 13 milhões para obras emergenciais do porto de Humaitá e mais R$ 6 milhões para os mesmos serviços no porto de Manacapuru.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.