Amazonas Formal & Informal

Nomeação da ex-sinhazinha do Garantido vira mais um escândalo na prefeitura

Ex-sinhazinha da Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido, a advogada Ana Luísa Souza Faria.
Ex-sinhazinha da Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido, a advogada Ana Luísa Souza Faria.
Redação
Escrito por Redação

Um novo contrato milionário firmado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB), se transforma em escândalo e vira motivo de pedido de exoneração de servidora advogada Ana Luísa Souza Faria e, também, da convocatória do secretário municipal chefe da Casa Civil, Márcio Lima Noronha, para ir à Câmara Municipal de Manaus (CMM) prestar esclarecimento sobre a nova denúncia, que mais uma vez coloca em xeque a administração do prefeito de Manaus.

A denúncia foi formulada pelo vereador oposicionista Waldemir José (PT). Ele informou em nota à imprensa, que a Casa Civil, chefiada pelo secretário Márcio Lima Noronha, nomeou, no mês de outubro de 2015, a advogada Ana Luísa Souza Faria (ex-sinhazinha da Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido) para o setor que fiscaliza os processos licitatórios da empresa F.M Rodrigues e Cia Ltda, a mesma que ganhou um contrato milionário no valor de R$ 68,17 milhões para prestação de serviços de “Gestão Completa e Execução do Sistema de Iluminação Pública (SIP) do município de Manaus”.

O vereador lembra que “coincidentemente”, esta mesma empresa doou R$ 800 mil para o diretório nacional do PSDB, dos quais R$ 600 mil vieram para o diretório estadual e deste valor R$ 350 mil foram gastos pelo comitê financeiro de campanha de Artur Bisneto, eleito deputado federal mais votado no Amazonas.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

1 comentário

error: Ops! não foi dessa vez.