Amazonas Economia

Nova Olinda do Norte e Borba, passam a contar com o Banco do Povo

Programa Banco do Povo chega a Borba e Nova Olinda/Foto: Divulgação
Programa Banco do Povo chega a Borba e Nova Olinda/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Na segunda-feira (10), o governador José Melo lança o programa estadual de microcrédito Banco do Povo nos municípios de Borba e Nova Olinda do Norte, a 215 e 135 quilômetros de Manaus, respectivamente. O crédito se destina a trabalhadores autônomos, microempreendedores individuais, profissionais liberais, produtores rurais e micro e pequenas empresas. Também em Borba, o governador reinaugura três escolas estaduais, que receberam investimentos de R$ 3,2 milhões.
Borba será o primeiro município a ser visitado por José Melo, que lança, às 09h00, o Banco do Povo, em solenidade no Ginásio Poliesportivo Municipal Edivar Souza, na rua Amazonas, no bairro Sham. Em seguida, o governador, acompanhado do secretário estadual de Educação, Rossieli Soares da Silva, inauguram as novas instalações, mais amplas e modernas, das escolas estaduais Cônego Bento José de Souza, Monsenhor Coutinho e Lourenço Rodrigues da Motta.

À tarde, às 14h00, o governador estará em Nova Olinda do Norte, onde lança o Banco do Povo, em solenidade no Ginásio Poliesportivo Municipal Dr. Galo Manoel Penaranda Ibanez.

O programa Banco do Povo, já financiou mais de R$ 38 milhões, em 8.100 operações de crédito, o que possibilitou gerar e/ou manter cerca de 21 mil ocupações econômicas. De acordo com a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), que opera o programa, em Borba, dados preliminares apontam a aplicação de cerca de R$ 779 mil por meio do Banco do Povo. Em Nova Olinda do Norte, esse valor deve alcançar R$ 480 mil em financiamentos.

Trata-se de empreendimento que objetiva incentivar o empreendedorismo em atividades produtivas que gerem trabalho e renda, através de crédito orientado aos empreendedores que queiram iniciar, manter ou ampliar seu próprio negócio em todo o Estado.

Vantagens como juros de 3% ao ano, isenção de IOF (Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros) e a orientação especializada são o diferencial do programa. O valor dos empréstimos varia de R$ 500 até R$ 15 mil. A quantia é definida após análise por técnicos da Afeam, das necessidades de investimento levantadas no plano de negócio. O financiamento pode ser dividido em até 48 parcelas mensais.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.