Amazonas Cidades

Número de homicídios cai 13% em Manaus, segundo SSP-Am

Secretário Sérgio Fontes(C) reunido com Órgãos do Sistema de Segurança/Foto: Valdo Leão
Secretário Sérgio Fontes(C) reunido com Órgãos do Sistema de Segurança/Foto: Valdo Leão
Redação
Escrito por Redação

Comparado a 2015, nos primeiros quatro meses deste ano, os números de homicídios em Manaus reduziram 13% e, pelo terceiro mês consecutivo (fevereiro, março e abril), a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) registra redução nesse tipo de crime na capital, e, ainda, a prisão de 102 pessoas envolvidas nos assassinatos.
Esses dados foram apresentados ontem (16), pelo secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, por ocasião de reunião com órgãos do Sistema de Segurança (Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros), para discutir as ações de combate à violência em Manaus.

Participaram da reunião, o comandante-geral da Polícia Militar em exercício, coronel Rubens de Sá, que também responde pelo subcomando da corporação, o comandante de Policiamento Metropolitano da PM, coronel Franclides Ribeiro, o delegado geral adjunto Izair Soares, o comandante do Corpo de Bombeiros, Fernando Sérgio, o secretário executivo de Segurança, Carlos Alberto, a secretária executiva adjunta de Inteligência da SSP-AM, Tâmera Maciel, e o ouvidor geral do Sistema de Segurança, Aloízio Paes.

O coronel Rubens de Sá informou que um mapeamento recente de novas áreas onde houve aumento da criminalidade (manchas criminais) será utilizado nas novas ações de policiamento ostensivo. “As manchas criminais mudam e o policiamento precisa acompanhar essas mudanças. Estamos agora concluindo esse levantamento para direcionar o policiamento ostensivo para essas novas áreas”, disse.

Ações estratégicas – O secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, afirma que a redução dos crimes contra a vida é resultado de ações estratégicas integradas dos órgãos de segurança (Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Detran-AM e Departamento de Polícia Técnico-Científica)  que visam reduzir os crimes contra a vida, o que não ocorria nos últimos dez anos, quando os assassinatos aumentavam ano a ano.

Em fevereiro, a redução foi de 15%; em março 17% e em abril 30%. “A capital vinha numa curva ascendente nos casos de homicídios, aumentando em mais de 100% nos últimos dez anos. Os novos números mostram uma redução histórica e consolidada”, disse.

Sérgio Fontes ressaltou dentre as estratégias estão as apreensões de armas de fogo. “Só esse ano já apreendemos 253 revolveres, 31% a mais em comparação com o mesmo período do ano passado”, afirmou.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.