Amazonas Formal & Informal

O caos nos transportes alternativo e executivo tende a piorar na Zona Leste

Redação
Escrito por Redação

O caos implantado no trânsito da Zona Leste por conta dos mais de 500 ônibus alternativos e executivos que circulam irregularmente pelas principais vias, tende a piorar caso o superintendente Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) Pedro Carvalho, continue insistindo em não cumprir determinação judicial e o resultado da licitação aberta e aprovada em setembro de 2015, com o objetivo de regular o sistema naquela área.

Nesse período foram habilitados 194 ônibus alternativos e 109 executivos, para circularem na movimentada Zona Leste de Manaus. O problema é que os outros pretendentes, em um total de 500 inscrições, não concordaram com o processo de escolha efetuado pela Comissão de Licitação da SMTU e deram entrada no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) para garantir os seus ingressos por força de liminar. Perderam todas.

Mesmo sabendo do resultado do TJ, o superintendente Pedro Carvalho insiste em não concluir o processo de licitação, que já se arrasta a quase dois anos e permite que ônibus alternativos e executivos circulem irregularmente, inclusive com carteira de habilitação e licenciamento dos ônibus, atrasados.

O sistema de transportes alternativo da ZL é tumultuado desde a sua criação.

O sistema de transportes alternativo da ZL é tumultuado desde a sua criação.

Pior, Pedro Carvalho já deus sinais de que pretende extinguir o processo de licitação iniciado por ele mesmo. Para motoristas que preferiram não se identificar por temer represálias, o superintendente está querendo habilitar ônibus de amigos seus, sem condições de serem habilitados, além de atropelar a Lei que legitimou o processo.

Para garantir o resultado da Comissão de Licitação, o motorista Adamor de Oliveira Silva entrou com mandato de segurança no TJ, nº 0631930-74.2015.8.04.0001, para que o presidente da Comissão Especial de Licitação da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), através do advogado Denis Rosas de Araújo, garanta que os aprovados no processo licitatório trabalhem regularmente. Os autos foram conclusos dia 10 de maio e já é de conhecimento de Pedro Carvalho, que recebe ordens diretamente ao prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB).

Outros vencedores da licitação esperam bom senso do superintendente Pedro Carvalho.

Outros vencedores da licitação esperam bom senso do superintendente Pedro Carvalho.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.