Amazonas Formal & Informal

O “chapão do Arthur” deve derrotar 50% dos vereadores da sua base aliada

Redação
Escrito por Redação

Os corredores da Câmara Municipal de Manaus (CMM), andam meio às escuras, em reforma, tipo preparando a Casa para os novos vereadores, que devem chegar após as eleições municipais desse ano.

Cálculos informais de antigos funcionários da CMM (nunca falharam), indicam que mais de 50% dos atuais vereadores não devem voltar aos seus gabinetes, dando lugar aos novos eleitos.

Mas, o que mais vem preocupando os 14 vereadores de três partidos (PSDB, PHS e PSD …, mais o PSC correndo por fora) é um hipotético “Chapão” montado pelo prefeito Arthur Neto, que, seguramente, só deve manter a metade dos atuais vereadores dessas legendas, após as eleições municipais desse ano. Os outros devem voltar para as suas vidas profissionais, mas longe do parlamento.

Analistas políticos, no entanto, dizem que o “CHAPÃO” tem a intenção única de forçar a reeleição do atual prefeito de Manaus, hoje, com índices de rejeição muito alto e aceitação em queda livre. “Em tempos de vacas gordas, certamente, ele não precisaria criar esse artifício, levar vereadores da base a trabalhar para ele, mesmo enfrentando a degola, como fez nas eleições de 2014, quando tirou uma cadeira garantida do vereador Plínio Valério na Câmara Federal só para eleger o seu filho”, exemplifica.

“Da forma como o Chapão está formado, cada um dos quatro partidos faz no máximo dois vereadores”, assegura um importante assessor de um dos vereadores cotados à reeleição.

Dos cinco vereadores do PSD, quatro estão na linha de tiro, sendo que apenas um corre o risco de escapar com vida. Glória Carratte, Dr. Gomes, Isaac Tayah e Hiran Nicolau, segundo informações de quem prefere não ser identificado, já botaram as barbas de molho. Já o vereador Luis Mitoso, que aparentemente vinha mostrando tranquilidade, começou a se movimentar diante da possibilidade do “chapão do Arthur” emplacar. Principalmente, porque um dos ex-campeão de votos, Carlos Souza, está de volta.

No PSDB as vidas dos vereadores Ewerton Wanderley, Ednailson Rozenha e Mário Frota não serão nada fácil se estiverem com intenção de continuar com mandato. Já o PHS do presidente da CMM, Wilker Barreto deve garantir duas vagas, a dele e a do Professor Samuel.

Os vereadores Joelson Silva, Professora Jacqueline, que ultimamente vem distribuindo sopa nos bairros e a vereadora Vilma Queiroz que inaugurou uma academia a céu aberto, no Japiim, como se fosse de inciativa dela, os assessores têm como certa as suas derrotas nas urnas. São cartas for do baralho.

Dos 50% dos vereadores da base, considerados fora, a dúvida é saber quem escapa da “autofagia” política do chefe do executivo municipal. O Partido Social Cristão (PSC), não tem vereadores na Câmara Municipal de Manaus. Ainda… porque tem o pastor Jonas Santos, visto como uma forte opção do partido, uma vez que vem com o apoio do deputado federal Silas Câmara.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.