Brasil Isabela Abes Casaca

O Golpe de Saturno – por Isabela Abes Casaca

Isabela Abes Casaca

Há momentos em que os homens são donos de seus fados. Não é dos astros, a culpa, mas de nós mesmos, que vivemos servos.” (William Shakespeare)

Tenho refletido acerca do suposto golpe que o atual governo alega sofrer; a princípio a ideia parecia-me estapafúrdia; porém, depois de um insight percebi: Realmente, o PT está sofrendo um golpe!

Mas, não um golpe de Estado, ou um golpe na Democracia, como bradam as alegações; trata-se de um golpe do Tempo. O partido em questão teve o seu tempo, este findou. São treze anos ocupando o trono, metaforicamente falando. Consonante com um pensamento de Abraham Lincoln: Se quiser por aprova o caráter de um homem, dê-lhe poder.

Nesses ínterim, verificamos que o PT está longe de ser aquilo que anunciava, antes de chegar ao comando do país. Apesar de todo progresso vivenciado, que não podemos deixar de reconhecer; estes momentos já nos permitem perceber que há algo de podre no reino da Dinamarca.

Observando a história pretérita, percebemos ciclos, de ascensão e declínio; por exemplo: Império Alexandrino, Império Romano, Monarquia Francesa e afins. Quem sentencia o final e começo de uma Era, é o Tempo. Ele não segue meandros jurídicos ou convenções humanas; para o Tempo nosso establishment é mera ficção, comparado com a Realidade que ele anuncia; o Tempo age conforme seu Superior Discernimento e Arbítrio…

9bb20d904e153d13bb5fc1890b4d909bNa mitologia greco-romana, Saturno simboliza o senhor do Tempo; este segura uma foice, pois é também ceifador das colheitas: entrega a cada um o fruto de seu plantio. Ou, se preferir, um pensamento fundado na lógica: dá a consequência ao praticante da causa; conforme postula a Terceira Lei de Newton (Ação e Reação).

Ainda falando de narrativas mitológicas; na Teogonia de Hesíodo, Saturno ceifou um pedaço de seu pai: Urano, o antigo soberano dos deuses, que devorava os próprios filhos, num esforço vão de impedir que esses lhe sucedessem; contudo foi inevitável, acabou por perder o trono.

As histórias míticas existem para nos ensinar, esta passagem da Teogonia demonstra algumas lições: 1) A efemeridade dos governos e governantes; 2) De nada adianta agarrar-se ao trono, e forjar recursos para perpetuar-se no poder; 3) uma Era sucede a outra sempre.

Assim; o PT, por ainda não ter aprendido as lições saturninas, sofre um golpe de Saturno, um golpe do Tempo…

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar.” (Salomão)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.