Amazonas Formal & Informal

O PPS desiste de candidatura e lança vice na chapa de Marcelo Ramos

PPS adere à pré-candidatura de Marcelo Ramos (PR).
Redação
Escrito por Redação

Com a adesão do PPS à base de apoio do pré-candidato a prefeito de Manaus, Marcelo Ramos (PR), apresentada em coletiva à imprensa, hoje (19), no hotel Da Vince, somam-se agora mais de 310 pré-candidatos a vereadores e com possibilidade de esse número subir para 410 candidatos, já na convenção do partido, no próximo sábado (23).Esse número foi citado por Marcelo Ramos como um exército a serviço de uma proposta de governo idealizada pelo grupo político, que tem como mentor o deputado federal Alfredo Nascimento.

A coletiva de imprensa também serviu para a apresentação do pré-candidato a vice prefeito Wilson Lima (PPS) na chapa de Marcelo Ramos e a consolidação de uma proposta onde “não está em jogo a disputa de cargos, dinheiro e favores aos possíveis integrantes do grupo”.

A afirmativa é do candidato majoritário Marcelo Ramos, que pretende, além de chegar no segundo turno bem posicionado, conquistar a maior bancada de vereadores da história do PR e aliados, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), na próxima legislatura.

O PPS vinha trabalhando a possibilidade de lançar a candidatura de Guto Rodrigues ao cargo majoritário. Em uma reunião ocorrida nesse final de semana, na sede do partido, ficou decidido que o PPS estaria mais interessado em montar uma bancada forte na CMM do que marcar posição em uma disputa onde as propostas de governos se assemelhavam com a do candidato do PR. Daí a decisão de apresentar o vice Wilson Lima e contribuir com o projeto de governo proposto por Marcelo Ramos.

O PR, atualmente não tem nenhum vereador, na CMM o que deve se apresentar como mais um desafio para o candidato majoritário nessas disputas eleitorais, que é ganhar as eleições e ter uma bancada forte para lhe garantir a governabilidade.

PPS adere à pré-candidatura de Marcelo Ramos (PR).

PPS adere à pré-candidatura de Marcelo Ramos (PR).

Desafio

O outro desafio de Marcelo Ramos, é tirar a pecha de que ele era crítico ferrenho ao seu padrinho político, Alfredo Nascimento, quando prefeito de Manaus e, hoje, caminham abraçados e no mesmo barco. Os dois estão juntos, mas de acordo com o deputado Alfredo Nascimento, ele reconhece “o quanto Marcelo foi injusto e justo com as convicções do prefeito da época”, mas que não pode viver lidando com o que fez e com o que poderia fazer, mas com as propostas atuais, para uma cidade devastada por uma péssima administração.

“Os políticos tradicionais estão muitos desgastados e alguns muito ultrapassados”, acentuou Alfredo, que abriu mão de uma possível candidatura, com a experiência dele, para entregar aos novos políticos sem experiência administrativa, mas com juventude e disposição para realizar um bom governo, no caso, a chapa Marcelo Ramos, Wilson Lima.

Marcelo por sua vez, disse que mudou e entende que mudou para melhor, amadureceu, porque entendeu que a luta é por uma cidade melhor, não a disputa de um de um herói que sabe tudo e julga todos os outros. A sua entrada no PR, aceitando um convite do ex-arqui-inimigo político, foi pelo desafio de transformar a cidade para melhor.

Marcelo garantiu que não abriu mãos dos seus princípios, das suas convicções, mas aprendeu a necessidade de ouvir, de construir consensos, de arregimentar pessoas para fazer o projeto que ele imagina para Manaus. De acordo com ele, a relação com o Alfredo é de confiança e de independência também, tem coisas que discorda, mas tem no diálogo o caminho pautado para encontrar a solução das coisas.

“Naquela época eu não era um homem preparado para governar a cidade, pensava que sabia tudo e que podia julgar a todos. Hoje consigo perceber a virtude de reconhecer quem pensa diferente de mim e me sinto preparado para levar Manaus a um porto seguro”, concluiu.

Marcelo Ramos e Wilson Lima agora marcham juntos com PR/PPS.

Marcelo Ramos e Wilson Lima agora marcham juntos com PR/PPS.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.