Amazonas Formal & Informal

O prefeito é o culpado pelo fracasso do FECANI/2016, diz organizador

O prefeito de Itacoatiara Mamoud Amed (PSD) se recusa a ajudar o Fecani - 2016.
Redação
Escrito por Redação

O prefeito de Itacoatiara Mamoud Amed (PSD), está sendo diretamente responsabilizado pelo não acontecimento do 32º Festival da Canção de Itacoatiara (FECANI/2016), que estaria sendo realizado nos próximos dias 3, 4, 5 e 6 de setembro.

A denúncia está sendo feita pelos organizadores do evento, Bruno Azedo e Manolo Olímpio. Os dois afirmam, que o prefeito Mamoud Amed não se dedicou na coleta do patrocínio necessário para a realização do Fecani desse ano. Com isso, o prejuízo no comércio e serviços é incalculável para a população da cidade.

No total, o Festival custaria R$ 750 Mil, mas os organizadores só conseguiram R$ 128 Mil. Desses, eles terão que disponibilizar R$ 18 Mil ao pagamento de material publicitário e divulgação do evento, depois que a prefeitura cancelou o pagamento dos fornecedores, sem explicação.

Manolo disse que chegou a agendar visitas às empresas patrocinadoras e eles até marcaram reuniões, mas o prefeito não compareceu alegando que “estava muito ocupado” com a campanha eleitoral.

O prefeito de Itacoatiara Mamoud Amed (PSD) se recusa a ajudar o Fecani - 2016.

O prefeito de Itacoatiara Mamoud Amed (PSD) se recusa a ajudar o Fecani – 2016.

Ele também se negou a ir ao governador José Melo pedir apoio para o Fecani, depois chegou a dizer que só iria se o governador também liberasse verbas para mais obras no município. Seria uma forma de impor o patrocínio e tirar proveito da situação.

Por sua vez, o senador Omar Aziz (PSD), tentou salvar o Festival da Canção de Itacoatiara ligando para o ministro da agricultura Blairo Maggi, em Brasília, sem sucesso. Omar estava tentando fazer o mesmo que fez com o Festival Folclórico de Parintins, que recebeu R$ 4 Milhões para os Bois Bumbás Caprichoso e Garantido, via ministério da Cultura.

Coordenador do Fecani, Manolo Olímpio reclama da falta de interesse do prefeito.

Coordenador do Fecani, Manolo Olímpio reclama da falta de interesse do prefeito.

“Mesmo que o dinheiro chegasse agora, não daria mais tempo”, disse Manolo Olímpio muito preocupado com as próximas edições do Fecani, depois de 32 anos de realização consecutivas.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.