Amazonas Destaques Formal & Informal

O prefeito é visto como inimigo nº 1 dos ciclistas e das bicicletas em Manaus

O prefeito pedalando para fazer média com as câmaras da imprensa.
Redação
Escrito por Redação

Entidades, vereadores e ciclistas, que defendem o uso da bicicleta como transporte urbano em Manaus e também como modalidade esportiva, estão decepcionados com o prefeito Arthur Neto (PSDB). Motivo: ele tem se negado a colocar em prática todos os projetos defendidos por vereadores e associações ciclísticas da cidade. Veta todos os projetos.

Vereadores e líderes do movimento ciclísticos em Manaus classificam Arthur Neto como “hipócrita” por não cumprir promessas de campanha e, ainda, se fazer filmar para as câmaras para dizer que é um desportista. Arthur assumiu compromisso público, garantiu que aprovaria qualquer projeto apresentado a ele, que defenderia o uso da bicicleta como transporte público em Manaus, mas virou as costas para qualquer iniciativa nesse sentido.

O prefeito pedalando para fazer uma média com as câmaras da imprensa.

 

“A hipocrisia do prefeito pôde ser comprovada, quando ele foi a público e na frente da imprensa e de representantes das instituições ciclísticas da cidade, dizer que era um dos maiores defensores deste tipo de modal”, destaca as lideranças.  No entanto, Arthur tem vetado todo e qualquer tipo de projeto apresentado por vereadores na Câmara Municipal de Manaus (CMM), segundo os líderes do movimento.

Exemplo disso, foi ele ter jogado na lata de lixo a Carta de Propostas e Compromisso com a Ciclomobilidade, documento que recebeu em mãos do Grupo “Pedala Manaus”, logo que se reelegeu prefeito.

Enquanto os órgãos de transito municipal finge que promove ações efetivas para coibir a violência no transito, vidas são covardemente ceifadas nas ruas de Manaus (Pedala Manaus)

No documento, o grupo apresentou 11 propostas necessárias para implementar a promoção e o uso da bicicleta como meio de transporte na cidade, tendo em vista a sua condição desencadeadora para diversos aspectos, entre eles: para a mobilidade urbana, para a saúde e segurança pública, bem estar individual e coletivo, sustentabilidade, economia e democratização do acesso viário em Manaus.

Acidente entre caminhonete e bicicleta motorizada resulta em morte de jovem (D24).

Mas o prefeito, literalmente, não deu a mínima importância para o documento proposto pelo Pedala Manaus. Ele virou as costas para os líderes dos movimentos, para os vereadores e ignorou por completo algumas situações.  Uma delas os apelos de milhares de ciclistas existentes hoje em nossa cidade, que mendigam, exigem e pedem a implantação de ciclofaixas, ciclorotas ou ciclovias em trecho que não chega a 10 quilômetros em sua totalidade, no município de Manaus.

Projetos vetados

Arthur Neto também vetou outros três projetos apresentados e aprovados na Câmara Municipal de Manaus, por vereadores: o Projeto de Lei (PL) nº: 097/2014 que dispõe sobre o uso de suporte para bicicletas em ônibus coletivos, de autoria do vereador Reizo Castelo Branco (PTB).

No ano passado, três ciclistas morreram enquanto se deslocavam em bicicletas por ruas de Manaus. Foto: Reinaldo Okita

Arthur Neto da mesma forma vetou outro projeto, também, de Reizo Castelo Branco, o PL nº 218/2013 que torna a bicicleta como transporte regular no município de Manaus.

O prefeito, também, vetou o PL nº 226/2015 que cria o “selo empresa amiga da bicicleta”, de autoria da ex-vereadora Socorro Sampaio (PP).

Ciclovia pintada na calçada da Avenida Boulevard Álvaro Maia está quase se apagando.

“Como podemos chamar um prefeito que faz isso com a gente? Ele é sim um inimigo da Bicicleta e dos ciclistas”, afirma um ciclista.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.