Mundo

Obama apresenta medidas para combater violência armada nos Estados Unidos

Obama anuncia medidas contra violência armada/Foto: White House
Obama anuncia medidas contra violência armada/Foto: White House
Redação
Escrito por Redação

O presidente americano, Barack Obama, anunciou hoje, terça-feira (05), uma série de medidas para combater a violência armada nos Estados Unidos, terminando seu último ano na Casa Branca com uma demonstração de poder político.
A principal medida visa generalizar a obrigatoriedade de uma estrita revisão dos antecedentes criminais e do estado psiquiátrico de qualquer pessoa que queira comprar uma arma.

A administração também espera definir mais claramente quem pode ser considerado um vendedor legal de armamento, impondo uma licença às vendas de armas pela Internet e por outros meios, assinalou a Casa Branca.

Frustrado com a inflexibilidade da oposição política sobre o controle de armas, apesar dos recorrentes tiroteios em massa no país, Obama busca contornar o Congresso com ações executivas que, segundo seus assessores, terão foco na regulamentação da venda de armas e na redução de vendas ilegais.

As propostas – apresentadas a Obama, no domingo, pela Procuradora-Geral Loretta Lynch na Casa Branca – poderão enrijecer as regras aos vendedores de armas e reprimir “compras de palha”, em que os indivíduos potencialmente suspeitos compram armas através de um intermediário.

Funcionários e verba

O governo prevê ainda a contratação de mais 200 funcionários para a Agência Federal de Drogas, Tabaco e Armas e uma verba de US$ 500 milhões para o tratamento de pessoas com problemas psiquiátricos.

É improvável que as medidas consigam atingir as mais de 300 milhões de armas já em circulação nos Estados Unidos. Segundo críticos, isso significa que essa ação terá pouca influência na redução da violência armada que mata mais de 30 mil pessoas a cada ano.

Na quinta-feira, Obama participará de um debate sobre o controle de armas para reforçar seus argumentos.(G1)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.