Amazonas Cultura

Obras de Moacir Andrade serão expostas em galeria na SEFAZ-AM

Obras revitalizadas serão expostas na Galeria/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Obras revitalizadas serão expostas na Galeria/Foto: Divulgação

                                   Obras revitalizadas serão expostas na Galeria/Foto: Divulgação

Com o objetivo de homenagear o artista plástico Moacir Andrade, falecido no dia 27 de julho, a Secretaria de Estado da Fazenda do Amazonas, iniciou a recuperação de suas obras, com as quais implantada uma galeria no subsolo da daquela instituição fazendária. As obras do artista decoram as paredes da Sefaz-AM desde a inauguração da sede atual, pelo então governador Henoch da Silva Reis e pelo secretário de Fazenda, Laércio Gonçalves, em 1978.
A Sefaz-AM fechou uma parceria com a Secretaria de Estado de Cultura (SEC), para revitalizar os quadros que reproduzem belas paisagens e ícones amazônicos. O acervo fazendário é composto de quatro obras na capital e uma instalada na agência da Sefaz-AM no município de Boca do Acre, que será deslocada para Manaus, a fim de compor o espaço artístico.

O trabalho de restauro será direcionado neste primeiro momento a um painel de 1977, medindo 8m², exibido na entrada da sede da Sefaz-AM, que apresenta danos em decorrência da ação de insetos conhecidos popularmente como brocas.

“Após a verificação, constatamos que o tecido que serve de tela, aparece danificado em vários pontos por causa da ação predatória destes insetos xilófagos, que se alimentam vorazmente da madeira. Estamos adotando todos os cuidados possíveis para evitar maiores danos. Empregamos produtos naturais para que o tecido não rasgue ainda mais. No ateliê, iremos retirar esse material à base de cera de abelha, recompor o tecido e a pintura conforme o tema empregado pelo artista”, explicou a gerente do Ateliê de Conservação e Restauro de Obra de Arte e papel da SEC, Judeth Costa.

Devido ao peso do monumental painel, foram empregados cinco funcionários para a retirada da parede, onde estava fixado. Não há prazo para o fim do restauro em virtude do trabalho ser minucioso e depender do grau de comprometimento da tela. As demais obras serão avaliadas para verificar se estas também devem ser submetidas ao restauro.

Espaço cultural – A intenção da Sefaz-AM ao inaugurar o espaço aberto ao público em homenagem ao artista, poeta e escritor amazonense é manter viva a lembrança do homem que contribuiu para revelar a cultura amazônica para o mundo. Moacir de Andrade pintou cerca de 50 mil telas, escreveu 20 livros e expôs em mais de 70 países, tendo telas em muitos deles.

“Na década de 80, o então governador Gilberto Mestrinho, contratou o artista para produzir peças para todas as secretarias. A Sefaz já contava com dois painéis. Um continua conosco. O outro foi recuperado e agora está em exibição no auditório da sede do Governo. A secretaria ganhou mais quatro preciosos quadros ao longo dos anos seguintes. A arte não pode ficar escondida. Em virtude disso, iremos manter aberto este acervo, a fim de que as futuras gerações de amazonenses e visitantes possam contemplar a nossa Amazônia sob o olhar visionário de Moacir de Andrade”, destacou o secretário da Fazenda, Afonso Lobo.

O secretário explicou que o projeto de recuperação dos quadros e inauguração da galeria é do ano passado e que, devido ao tramite do processo, as atividades começaram, apenas hoje, sexta-feira (12). A intenção da Sefaz-AM era fazer uma homenagem para o artista em vida, o que não foi possível.

Artista trabalha na recuperação da tela/Foto: Divulgação

Artista trabalha na recuperação da tela/Foto: Divulgação

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.