Amazonas Formal & Informal

Ônibus?… Ou, ferramenta de ganhar dinheiro fácil em Manaus?

coletivo2
Redação
Escrito por Redação

O transporte público em Manaus mais parece uma fábrica de gerar dinheiro fácil para os empresários do setor.

Não basta eles serem beneficiados com subsídios, compra de ônibus financiada pela prefeitura e praticarem uma das tarifas mais caras do país, ainda recebem as estações de ônibus e terminais construídos sem nenhum ônus ou despesas adicionais.

 

Ora, se é uma concessão de serviços, então as empresas deveriam dar algum tipo de contrapartida, compensatória aos gastos público com o sistema. São muitos benefícios que recebem em troca da prestação de serviços (pagos) à população e mesmo assim, de péssima qualidade.

 

No meio disso está a categoria dos trabalhadores rodoviários, que há anos não tem suas reivindicações atendidas, com o aval do prefeito. O pagamento de dissídios, aumento no vale alimentação, assaltos aos cobradores, danos psíquicos aos funcionários entre outras coisas, são motivos de intermináveis lutas entre patrões e empregados.

 

Isso sem contar os atrasos, sistemáticos do pagamento do vale. Aliado a isso, está a insegurança da categoria, relativo à sua permanência nos postos de trabalho, devido o alto índice de periculosidade e doenças.

 

Nos terminais de ônibus, nos bairros, vimos que o padrão PSDB de administrar a Prefeitura de Manaus fica evidenciado, quando se olha a reforma da estação de ônibus do Bairro da Paz, obra que foi entregue nesta sexta-feira (24).

 

Não tinha sequer, placa de identificação de quem fez a obra e, tampouco, quanto custou aos cofres da prefeitura. Numa vista geral, percebe-se que as janelas com vidraças e sem grades são um alvo fácil para os vândalos.

 

As portas de alumínio basta empurrar mais forte pra arrombar e do lado de fora uma pia como se estivesse colada com material de terceira. Ou seja, uma maquiagem, uma pincelada de tinta por conta de uma reforma.

Sem segurança, não há garantia de que hoje ou amanhã, essa pia esteja aí nesse lugar.

Sem segurança, não há garantia de que hoje ou amanhã, essa pia esteja aí nesse lugar.

Isso nos faz acreditar, que existe uso excessivo de tinta nessa administração municipal. Aliás, tinta parece ser um dos produtos mais utilizados pelo setor de obras da prefeitura. Diga-se de passagem, o BRT feito com pincel nas principais Avenidas de Manaus, ciclovias pintadas de vermelho na calçada da Avenida Boulevard Álvaro Maia, ruas com borrão preto, com produto parecido com asfalto, mas que em poucos dias se deterioram.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.