Amazonas Cidades

‘Operação Centro Seguro’ faz abordagens e interdita estabelecimentos comerciais em Manaus

Secretário acompanha de perto a operação/Foto: Lorena Andrade
Secretário acompanha de perto a operação/Foto: Lorena Andrade
Redação
Escrito por Redação

A “Operação Centro Seguro”, iniciada ontem (11), pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), exerceu fiscalização em 18 estabelecimentos nas ruas Lobo D’Almada, José Clemente, 24 de Maio, Sete de Setembro e Saldanha Marinho, com um total de abordagens, em mais de 350 pessoas com sete estabelecimentos sendo interditados.
A operação teve como objetivo combater a incidência de crimes na área central, e coibir irregularidades em bares, casas noturnas e outros estabelecimentos. Participaram da operação 220 policiais e servidores de todos os órgãos do Sistema de Segurança Pública (Polícias Civis, Militar, Corpo de Bombeiros e Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas) e secretarias municipais de Manaus.

De acordo com o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, os órgãos do Sistema de Segurança Pública devem estar sempre presentes em ações como essa, em locais de grande público e com diversos estabelecimentos. “A ordem do governador do Amazonas, José Melo, é que a ordem no centro seja estabelecida e que essas operações voltem a acontecer. Vamos dar todo o apoio ao prefeito de Manaus e estaremos integrados com as secretarias municipais no projeto de revitalização do centro”.

A ação foi monitorada pelo Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC-AM) e pela Plataforma de Observação Elevada (POE). O veículo que possui 14 câmeras, foi instalado na rua Lobo D’Almada com a José Clemente.

Segundo balanço divulgado pela SSP-AM, a ação notificou sete bares, uma boate, um restaurante e cinco hotéis. Foram interditados dois bares, uma boate e quatro hotéis. Foi registrado um termo circunstanciado de ocorrência e quatro autuações. Os policiais realizaram quatro bloqueios nas ruas onde foram realizadas a ação e abordaram nove carros, 12 motos e 352 pessoas.

Os principais focos foram coibir a exploração sexual de crianças a adolescentes, exploração de mão de obra infantil, estabelecimentos irregulares na questão sanitária e manipulação de alimentos, tráfico de drogas e poluição ambiental.

Glauco Francesco, subsecretário do Centro Histórico de Manaus, ressaltou a parceria do Governo do Estado e da Prefeitura. “Sem essa parceria não conseguiríamos realizar essa operação. Através dessas ações já percebemos que os espaços têm melhorado bastante, e que os estabelecimentos estão se adequando dentro da normalidade. Aqueles que não se adequaram estão sendo fechados, dessa forma eliminamos muitos pontos críticos de segurança no centro”.

...policiais atuam em abordagens e fiscalização/Foto: Lorena Andrade

                         …policiais atuam em abordagens e fiscalização/Foto: Lorena Andrade

...e as viaturas de apoio à operação/Foto: Lorena Andrade

                                   …e as viaturas de apoio à operação/Foto: Lorena Andrade

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.