Brasil

Operadores de televisão têm de baixar volume de som nos intervalos

volume-no-intervalo
Redação
Escrito por Redação

O problema da diferença de volume de som é especialmente irritante para os pais, enquanto os filhos veem televisão. Nos intervalos dos desenhos animados ou das séries juvenis, entra a publicidade, com níveis de som incomodativos.

Uma questão em vias de resolução. A partir desta quarta-feira, os operadores televisivos têm de normalizar o volume de som nos intervalos publicitários, cumprindo a diretiva da ERC que tenta minorar as queixas dos telespectadores de um aumento de volume entre a programação.

As novas regras foram aprovadas em fevereiro pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) e obrigam à medição do sinal áudio de um programa, a qual “deverá ser feita na sua globalidade, sem ênfase em elementos específicos, tais como música, fala ou efeitos sonoros”, segundo a informação disponibilizada na página do regulador na Internet.

O objetivo desta diretiva, refere a mesma nota, é minorar o “incómodo gerado pela inconsistência dos níveis sonoros junto dos espetadores”, para que o som esteja num nível confortável entre a programação e os intervalos publicitários.

A nova norma aplica-se a todos os operadores de televisão e distribuição sob jurisdição portuguesa.

(Jornal de Notícias)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.