Brasil Destaques Política

Oposição no Senado pede votação aberta sobre prisão de Delcídio

Senado vota sobre prisão de Delcídio/Foto: AS
Redação
Escrito por Redação

Os líderes do PSDB, senador Cássio Cunha Lima (PB), e da Rede, senador Randolfe Rodrigues (AP), apresentaram a pouco uma questão de ordem à Mesa Diretora do Senado pedindo que a decisão sobre a manutenção da prisão do senador Delcídio Amaral (PT-MS) aconteça em voto aberto.
O primeiro a apresentar a questão, Cássio Cunha Lima, argumentou que, embora o Regimento Interno do Senado determine que esse tipo de votação ocorra secretamente, uma emenda constitucional aprovada posteriormente mudou a regra. Segundo ele, a emenda passou a especificar as situações em que o voto secreto ocorrerá e essa não é uma delas.

“O voto aberto passou a ser regra. Até então a regra era o voto secreto, mas o Senado Federal decidiu que o voto deveria ser aberto. Tanto que a Constituição passou a especificar as situações em que o voto deveria ser secreto”, disse.

O senador Randolfe complementou a questão de ordem pedindo que os votos dos senadores sejam conhecidos. Ele também deu entrada, junto com o Democratas, pouco antes da sessão, em um mandado de segurança pedindo que o Supremo Tribunal Federal determine a votação aberta da sessão.

“Quero destacar que, no meu entender, não há necessidade que tenha uma decisão do Supremo em relação a isso. A Mesa e, senão a Mesa, o plenário dessa Casa, deve decidir que o voto será aberto”, disse.

Delcídio foi preso hoje pela manhã e está na carceragem da Polícia Federal em Brasília. A prisão foi embasada por uma gravação apresentada pelo filho do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, em que o senador oferece R$ 50 mil por mês para a família dele e mais um plano de fuga para que Cerveró deixasse o país. O objetivo de Delcídio era evitar que o ex-diretor fizesse acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.