Amazonas Ambiente Amazônico Colunas

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável(Por George Dantas)

Ambientalista George Dantas(AM)
Ambientalista George Dantas(AM)
Redação
Escrito por Redação

Em setembro de 2015, líderes de 193 países assumiram um compromisso global perante as Nações Unidas e estabeleceram a data de 01 de janeiro de 2016 para entrada em vigor do acordo que estabelece uma nova agenda global, a qual foi chamada de “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável_ODS com validade para os próximos 15 anos.

Agenda Ambiental

                                                              Agenda Ambiental

Nessa agenda global, definiu-se que seriam 17 os objetivos de desenvolvimento sustentável numa tarefa global de criar sociedades mais conectadas envolvendo pessoas e sociedades globais.

1)    Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares;
2)    Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição;
3)    Assegurar uma vida saudável e promover o bem estar para todos;
4)    Garantir educação inclusiva, equitativa e de qualidade;
5)    Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas;
6)    Garantir disponibilidade e manejo sustentável da água;
7)    Garantir acesso a energia barata, confiável e sustentável;
8)    Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável;
9)    Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva;
10)    Reduzir a desigualdade entre os países e dentro deles;
11)    Tomar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros e resilientes;
12)    Assegurar padrões de consumo e produção sustentável;
13)    Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima;
14)    Conservar e promover o uso sustentável dos oceanos;
15)    Proteger, recuperar e promover o uso sustentável das florestas;
16)    Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável;
17)    Fortalecer os mecanismos de implementação e revitalizar a parceria global.

De todos esses objetivos, penso que os dois primeiros são os mais urgentes para que tenhamos uma sociedade moderna e mais igualitária. A educação deve ser o vetor de transformação e que possibilite a mobilidade social de milhares de pessoas que precisam ascender a categoria de cidadão com pleno acesso aos sistemas de saúde e segurança.

Quanto mais urbano a nossa sociedade se transforma, mais longe alimentos naturais ficam das mesas, as cidades modernas se transformaram em devoradoras de produtos industrializados enquanto no campo, a falta de assistência e o acesso a terras agriculturáveis para pequenos produtores se torna mais e mais difícil. Urge uma integração da cidade com o campo.

Aqui em Manaus, durante alguns anos, tivemos um boom na agricultura comunitária no Iranduba, porém não se sustentou no longo prazo e hoje, quase 70% de todos hortifrúti que Manaus consome vem de outros estados.

A tarefa é árdua e longa, mas cabe a todos nós o envolvimento cidadão para que possamos transformar nossa sociedade e caminharmos juntos para erradicar a pobreza e fome.(George Dantas – Ambientalista)

NR – Coluna publicada, excepcionalmente, hoje(18)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.