Amazônia Pará

PA: Escolas estaduais estão entre as mil piores notas no ENEM

melhores-nota-enem
Redação
Escrito por Redação

A pior escola entre as instituições paraenses, de acordo com os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2014), foi a Escola Estadual de Ensino Fundamental Manoel da Vera Cruz Sá, de Curralinho, que ficou entre as 40 piores do Brasil. As escolas estaduais paraenses ficaram, na maioria, entre as mil piores. Já a melhor escola pública federal do Pará foi a Tenente Rego Barros, localizada em Belém. A escola ficou em 773º lugar no ranking nacional. A escola estadual paraense mais bem colocada no ranking foi a Escola Técnica Magalhães Barata, também de Belém, que ficou em 4.135º entre as 15.640 escolas de todo o país. A escola de Curralinho foi a 15.608ª no ranking. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou ontem, 5, as notas por escola da edição do ano passado do Enem. Do total de escolas em todo o Brasil, somente 93 instituições públicas entraram na lista das mil com as melhores notas. Isso representa menos de 10% do total. Somente a Tenente Rego Barros faz parte desta lista dos melhores. Na escola, o índice de permanência dos alunos é de 80% ou mais.

 
Do interior, a escola estadual mais bem colocada foi a São Raimundo Nonato, de Santarém, que foi a 5.963ª colocada. Na lista de 15.640 divulgadas pelo Inep, cerca de dois terços (9.425) são escolas públicas: 8.990 são estaduais, 109 são federais e 326 municipais.

A média nacional nas provas objetivas foi 517,6. No caso da Tenente Rego Barros, a nota foi de 611,02. Considerando as 500 escolas públicas com a média mais alta nas provas objetivas, os dados mostram que 47% delas são escolas federais, em geral com orçamentos maiores e com provas de seleção de alunos. As escolas privadas por sua vez, dominam a lista de maiores notas no Enem. Do Pará, a mais bem colocada foi a do Colégio CEI, de Belém, 543ª colocada no ranking nacional com média nas provas objetivas de 621,40.

Outras quatro escolas privadas paraenses – todas em Belém – ficaram entre as mil melhores notas: Sistema de Ensino Equipe, Centro de Estudos John Knox, Colégio Marista Nossa Senhora de Nazaré e Colégio Santa Catarina de Sena. Entre as privadas, a pior colocada foi o Instituto 15 de Agosto, que ficou na 13.701ª colocação.

NACIONAL

Diferente dos resultados do Pará, as dez melhores escolas públicas do Brasil estão no Nordeste. A Escola Estadual de Educação Profissional Padre João Bosco de Lima, de Mauriti, no Ceará, está no topo do ranking.

Entre os 20 colégios mais bem posicionados nos exames do Enem 2014, cinco estão no estado de São Paulo. Tanto Minas Gerais quanto Rio de Janeiro têm quatro escolas. Ceará tem três, Piauí tem duas e Mato Grosso do Sul e Goiás têm uma escola cada. Estados do Norte e Sul do país não aparecem na lista do “top 20”.

Segundo o Inep, as escolas que foram melhor classificadas são escolas de grande porte – com mais de 90 alunos – que têm indicador de permanência alto, onde mais de 80% dos alunos cursaram todo o ensino médio, e têm alunos de nível socioeconômico baixo ou muito baixo. De acordo com o ministro da Educação, Renato Janine, o Inep está propondo pela primeira vez rankings alternativos à listagem pelas maiores notas. “A primeira da lista não é necessariamente melhor, porque existem fatores externos que podem determinar isso. E do ponto de vista da prestação de serviço, se você quer mostrar às famílias qual a melhor escola para o seu filho, às vezes a primeira da lista pode ser muito pequena e não ter vaga, ou ter uma política restrita de aceitação de alunos”, disse o ministro.

(DOL)

 

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.