Amazônia Pará

PA: estudante morre de AVC durante recreio em escola

Redação
Escrito por Redação

A estudante Jamilly Chaves Santos, 9 anos desmaiou durante o recreio na escola Irmã Neves, no bairro Bela Vista, em Parauapebas, região sudeste do Pará na manhã de quinta-feira (19). Funcionários da escola tentaram reanima-la, como ela não reagiu, a levaram para o Hospital Municipal da cidade, onde foi constatado que ela já estava morta.

A família da criança aguarda o resultado do Instituto Médico Legal (IML) para saber a causa da morte da menina.

Logo após o ocorrido, muitas informações começaram a se espalhar pelas redes sociais, como a de que ela teria escorregado e caído, batendo com violência a cabeça no chão, o que teria provocado o desmaio. Outros relatos surgiram de que ela teria sofrido uma descarga elétrica provocada por um raio, já que no momento chovia em Parauapebas e trovejava muito.

Ainda pela manhã, a Secretaria Municipal de Educação do município divulgou nota, informando que Jamilly estava brincando no recreio e, quando terminou o intervalo, foi ao bebedouro, tendo caído desmaiada durante o trajeto, sem ter esbarrado em nada. A equipe da escola a socorreu imediatamente, com massagem cardíaca e respiração boca a boca, uma vez que ela estaria com a pele roxa e sem sinais vitais.

Ainda segundo a nota, a equipe da escola imediatamente colocou a criança em um carro e se deslocou para o hospital municipal. No trajeto, em função do trânsito congestionado, a coordenadora da escola solicitou ajuda de uma viatura da polícia, que passava pelo local, para acelerar a chegada à unidade de saúde. O tempo entre o ocorrido e o atendimento no hospital teria sido de 20 minutos.

Ao chegar à unidade de saúde, a criança foi atendida imediatamente, mas, segundo o médico que a recebeu, ela já não tinha mais sinais vitais.

Segundo o diretor da 20ª Seccional de Polícia Civil, delegado Thiago Carneiro, as informações preliminares do IML são de que a criança sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC), o que provocou o desmaio, que a levou a óbito.

Em luto, a direção da escola suspendeu as aulas na sexta-feira (20), e colocou um cartaz na porta da escola, em homenagem a estudante. O corpo da menina foi velado em uma igreja evangélica, na rua Bom Jardim, bairro Caetanópolis, e enterrado na manhã de sexta-feira no cemitério Jardim da Saudade.

(DOL)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.