Amazônia Pará

PA: Paciente grávida com HIV não é atendida na Santa Casa de Belém

R. Saraiva
Escrito por R. Saraiva

Portadora de vírus HIV, uma paciente de 24 anos, moradora no município de Marituba, Região Metropolitana de Belém, prestes a dar à luz ao seu terceiro filho. Porém, o que era para ser um momento feliz está se tornando uma angústia para a futura mãe.

A paciente não conseguiu ser atendida pela Santa Casa de Misericórdia, em Belém. Segundo um familiar, em contato exclusivo com a reportagem do DOL, ela já teria ido duas vezes até a Santa Casa para tentar ser atendida, conforme indicação do médico que a acompanhou durante o pré-natal.

Chegando lá, no entanto, ela foi informada que não poderia ser internada devido à falta de alguns documentos. A família acredita se tratar, no entanto, de um caso de preconceito e até de estrutura para atender a gestante. “Se eu não estivesse doente, a data prevista para nascer era o dia 5 de maio. Porém, eu precisava ser internada antes para passar por todos os procedimentos médicos e não correr o risco de contaminar minha filha com o HIV”, contou.

“Eu perguntei para uma médica que se não desse tempo de fazer a cirurgia e por um acaso viesse a ter parto normal, se minha filha poderia contrair o vírus e ela, na mesma hora, disse na minha cara que sim. Estou desesperada. Cadê o bom atendimento que disseram que eu teria quando procurasse a unidade?”, continuou indignada.

A família também teme que a criança seja infectada pelo vírus ou, ainda, que outra complicação ocorra devido à demora no atendimento.

Em nota, a Fundação Santa Casa disse que “é uma maternidade referência em gestação de alto risco e atende gestantes portadoras do vírus do HIV”. A fundação disse, ainda, que “em nenhum momento foi negada internação a paciente”. “Se a mesma foi orientada a procurar o hospital ao completar as 39 semanas na próxima segunda dia 25, a paciente será atendida e o parto realizado”, completou a Santa Casa.

(DOL)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.