Amazônia Pará

PA: polícia prende quadrilha interestadual de hackers

Redação
Escrito por Redação

A Polícia Civil desarticulou uma associação criminosa interestadual responsável por aplicar golpes por meio da internet. Ao todo, 10 pessoas foram presas, por ordem judicial, nos estados de Pernambuco e Bahia, na madrugada desta sexta-feira (24).

 
O grupo criminoso tem vítimas em pelo menos sete estados brasileiros: Pará, Maranhão, Tocantins, Ceará, Bahia, Santa Catarina e São Paulo.

Denominada de operação Estrela, a ação foi o resultado de investigações iniciadas em novembro de 2014, no município de Capanema, nordeste paraense.

Os presos serão transferidos para Belém e apresentados na próxima segunda-feira (27), na Delegacia Geral da Polícia Civil.

O delegado Bruno Brasil, da Delegacia de Capanema, explicou que a ação do grupo foi descoberta após vítimas terem procurado a unidade policial e registrar boletim de ocorrência.

As vítimas denunciaram que hackers haviam criado uma página na internet em nome da empresa que eram responsáveis e estavam fazendo anúncios de vendas de carros.

Ainda de acordo com o delegado, na denúncia, a empresa alegou ter sido procurada por vítimas que diziam terem feito depósito no valor da entrada da compra de um carro, mas, tudo não passava de um golpe.

Durante a investigação, os policiais apuraram que o crime era praticado desde as cidades de Petrolina (PE), e Juazeiro (BA).

De um total de 11 mandados de prisão expedidos, 10 foram cumpridos nas cidades de Petrolina, Cabrobó e Lagoa Grande, em Pernambuco, e em Juazeiro, Senhor do Bonfim e Jacobina, na Bahia.

O pernambucano Joventino Soares Ramos, de apelido Jove, é apontado como o líder do grupo.

Preso em Petrolina, Joventino foi flagrado com mais de R$ 17 mil em dinheiro.

Ele já responde a processos criminais por estelionato, em São Paulo, Pernambuco e Pará.

(DOL)

 

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.