Amazônia Pará

PA: Suposto terrorista com destino a Belém é detido

A Polícia Civil do Amapá emitiu o alerta a pedido da polícia francesa/Foto: divulgação
A Polícia Civil do Amapá emitiu o alerta a pedido da polícia francesa/Foto: divulgação
Redação
Escrito por Redação
A Polícia Civil do Amapá emitiu o alerta a pedido da polícia francesa/Foto: divulgação

A Polícia Civil do Amapá emitiu o alerta a pedido da polícia francesa/Foto: divulgação

De acordo com informações da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) e Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp) do Amapá, o suposto terrorista marroquino Rachid Rafaa, de 40 anos, apontado como membro do grupo terrorista Al-Qaeda, pode ter sido detido neste sábado (13), no navio Ana Beatriz, no estado do Amapá, com destino a Bélem. Em nota, a Polícia Federal (PF) no Amapá negou a informação.

Antes da embarcação Ana Beatriz partir, policiais militares realizaram uma inspeção no local, mas o suspeito não foi localizado e o navio seguiu viagem. Minutos depois, passageiros informaram ao comandante que havia um homem com as características citadas pela polícia dentro do navio.

Com posse da informação, o comandante decidiu retornar ao porto e informar a Polícia Militar. O suspeito foi localizado, detido e encaminhado para a PF para averiguação.

Apesar das informações da Segup e Sejusp, a PF no Amapá entrou em contato com o DOL, por telefone e email, informando que o detido – cujo nome não foi divulgado – não se trata de Rachid Rafaa.

“A Polícia Federal informa que o estrangeiro detido neste sábado em Macapá (AP) é um cidadão sírio com pedido de refúgio em andamento. Ele foi autuado por não ter registro de saída e entrada no país e logo em seguida liberado”.

POLÍCIA JÁ HAVIA EMITIDO ALERTA
O Centro Policial de Cooperação Brasil-França emitiu um alerta na quinta-feira (4) para a suposta presença do marroquino na fronteira do Brasil, no Estado do Amapá, com a Guiana Francesa.

Rachid Rafaa teria sido visto em São Jorge do Oiapoque (Saint-Georges-de-l’Oyapock), distante cerca de 590 km de Macapá, segundo informou a Polícia Civil do Amapá.

O marroquino é considerado foragido da Justiça francesa desde 26 de julho.

Ele cumpria pena desde maio de 2014, na cidade de Morne Rouge, na Martinica, por uma suposta ligação com grupos extremistas.

A princípio, segundo o comunicado da polícia francesa, não apresenta perigo físico, mas é apontado como um especialista em Tecnologia da Informação (TI) do grupo Al-Qaeda.

O grupamento fluvial da Segup foi comunicado da prisão do suspeito.

ALERTA MÁXIMO
Na segunda-feira (8), a Polícia Civil do Amapá emitiu o alerta a pedido da polícia francesa, enquanto a foto do suspeito foi divulgada pela Sejusp.

De acordo com o delegado Charles Corrêa, da Polícia Civil de Oiapoque, a imagem do suspeito em território brasileiro circulava desde quinta-feira (4), segundo informações da polícia francesa.

“Isto é de interesse nacional e de alerta máximo. Todas as polícias estão à procura desse suspeito”, afirmou o delegado.

No Amapá, em razão da fronteira com Guiana Francesa, os órgãos de segurança pública do Estado intensificaram as fiscalizações de forma integrada com as polícias Federal, Rodoviária Federal, Civil e Militar, além do Exército Brasileiro.

A população pode contribuir com informações pelos números 190 ou (96) 3521-2935, 2101 e 2308, ou ainda via Whatsapp (96) 99202-2000.

(DOL)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.