Amazônia Pará

PA: táxis de Belém contam com serviço inédito

Redação
Escrito por Redação

Você já passou pela situação de precisar usar o tablet ou celular, assim que saiu de casa, ou outro local, e a bateria está descarregada/acabando? Em Belém, os usuários de táxis que passarem por essa situação já contam com um serviço inédito e inovador: a possibilidade de ter seu aparelho carregado dentro do veículo, sem nenhum custo adicional à corrida.

 
O serviço é novo na capital paraense, mas já existe – com muito sucesso em outros cidades do país. E foi em visita a essas capitais que o empresário Bruno Rocha conheceu o serviço e decidiu criar a Charger Táxi, implantando a novidade em Belém.

“O projeto elétrico do nosso serviço foi realizado por um engenheiro de automação e aprovado no Crea/PA, para uma maior segurança do taxista e passageiro”, explica Bruno.

Atualmente a empresa trabalha com pacotes de 30 carros, o que acarreta em cerca de 28.800 visualizações por pacote, em média, mensalmente.

Sucesso total em Belém, a Charger Táxi fez parcerias com as principais cooperativas da cidade: Cootadsf (Boulevard Shopping), Cooperdoca, ATBBC (Batista Campos, Polo Joalheiro e Patio Belém), Cooted (Estação das Docas), ATBAN (Basílica de Nazaré), Cooperduque, Comtav, Brasil Rádio Táxi (Praça Brasil), TaxiComum (aeroporto), dentre outras”, disse Bruno.

MÍDIA ALTERNATIVA

Somada ao serviço de carregamento de aparelhos móveis, a Charger Táxi oferece uma possibilidade de mídia alternativa out of home, dinâmica, diferente e com grande alcance.

De maneira fixa e ininterrupta, os anunciantes têm a marca, com mensagem publicitária, apresentada no tamanho de 30 cm x 23 cm.

Os anunciantes terão uma média excelentes de visualização: em torno de 960 a 1.000 mensais por  táxi anunciado, aliado ao tempo mínimo de visualização de 10 minutos, o que resulta em uma maior fixação da mensagem transmitida do anunciante, enquanto o passageiro usufrui dos carregadores. Tais dados foram alcançados junto ao Sindicato dos Taxistas do Município de Belém (Stabepa), considerando a média de corridas, por táxi na capital.

(DOL)

 

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.