Amazônia Pará

PA: Vereador recebe dinheiro para não afastar prefeito do cargo

Redação
Escrito por Redação

Dois vídeos que estão circulando na internet apontam a possível existência de um esquema de corrupção entre o prefeito de Alenquer, Flávio Marreiro, ex-PSC, ex-SDD e agora do PTdoB, e vereadores de sua base aliada. Nas imagens, o gestor municipal aparece entregando bolos de dinheiro ao vice-presidente da Câmara de Vereadores do município, Sebastião Farias, do PTB. Os valores seriam referentes a uma espécie de acordo para que os parlamentares não deixem passar no plenário pedido de afastamento de Marreiro por atos de improbidade administrativa.

Ontem de manhã, o Ministério Público Estadual, a pedido do promotor de Justiça, Adleer Sirotheau, e as Polícias Militar e Civil, realizaram operação de busca e apreensão de documentos na sede da Secretaria Municipal de Saúde de Alenquer, atendendo ação cautelar ajuizada pelo MP do município contra a administração municipal e o secretário Jailson Miranda, após denúncias de péssimas condições de atendimento na área. A documentação apreendida trata de compras, licitações, notas fiscais e teria sido entregue pelos funcionários sem quaisquer hesitação, confirmou a própria PM.

Sebastião Farias, conhecido popularmente como Tabaco, seria o articulador do esquema e estaria fazendo os contatos com o prefeito a fim de receber os valores exigidos para concretizar o esquema. Haveria pelo menos mais dois vereadores envolvidos, ligados à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara de Alenquer.

Nos vídeos, Tabaco aparece recebendo várias notas de R$ 100 das mãos do prefeito Marreiro. As gravações foram feitas pelo próprio gestor do município. Em um deles, Tabaco diz: “O negócio está começando a arrochar prefeito”. O vereador fala, ainda, em sentar com Marreiro, “ouvir e ver se tem algum rendimento”.

Em rede social, o vereador Tabaco disse que o dinheiro é para aluguel de maquinário usado em uma comunidade, e que não teme investigações. O prefeito de Alenquer ainda não se pronunciou.

(Diário do Pará)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.