Amazonas Cultura

Palacete Provincial receberá exposições na ´Semana Nacional de Museus´

Artistas ultimam preparativos/Foto: Divulgação
Artistas ultimam preparativos/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Duas novas exposições serão inauguradas, em Manaus, em comemoração ao Dia Internacional dos Museus, celebrado no dia 18 de maio, e durante a Semana Nacional de Museus.

A primeira delas “Paisagens Culturais: Manaus Histórica”, será inaugurada amanhã, terça-feira (17), às 09h00, no Museu de Numismática Bernardo Ramos, no Palacete Provincial, na Praça Heliodoro Balbi, e a segunda, intitulada “Restaurar”, será aberta na quarta-feira (18), às 13h00, no andar térreo do Palacete Provincial.

A exposição “Paisagens Culturais: Manaus Histórica” reúne no Palacete Provincial o acervo do Museu de Numismática, Museu Tiradentes, Exposição de Arqueologia, Museu da Imagem e Som e Pinacoteca do Estado, e apresenta em uma única exposição obras de artes, fotografias antigas, cartões postais, peças arqueológicas e medalhas que fazem referência à Manaus Histórica. “É uma oportunidade para contemplar a beleza da cidade através da sua história e seu significado para o desenvolvimento do Amazonas”, explica a curadora Cléia Vianna.

Já a exposição “Restaurar” apresentará o resultado do trabalho do Ateliê de Restauro nos falsos Gobelins do Teatro Amazonas, na escultura de São Jorge de 1,42×0,80, no painel comemorativo de Da Silva para o evento do 40º aniversário da CLT, realizado na Delegacia Regional do Trabalho da 5ª Região, de 1983, além de fotografias do Bebedouro, monumento histórico recentemente restaurado e devolvido ao município Humaitá.

Os falsos Gobelins do Teatro Amazonas foram executados com o propósito de imitar a tapeçaria, arte de combinar fios de diversas cores com o intuito de imitar a pintura. Os mesmos consistem em painéis artísticos executados na técnica de pintura com têmpera a ovo sobre tecido lonado. As obras foram encomendadas ao artista italiano Domenico De Angelis em 1897 para compor o ambiente suntuoso do salão nobre, com o intuito de fazer alusão claramente à tapeçaria tradicional francesa Gobelin, esta criada no século 17. As peças do Teatro Amazonas, por serem confeccionadas na técnica da pintura e não em tear com lã ou seda, foram então chamados de falsos Gobelins.

“As duas exposições carregam um sentindo especial para a história do Amazonas. Temos o compromisso e a responsabilidade de resgatar e manter nossos acervos, na sua mais perfeita integridade, para que a população possa contemplar sua própria história. Com isso, nos sentimos honrados em devolver à sociedade mais um patrimônio do qual ela é proprietária”, comenta o secretário de Cultura, Robério Braga.

O fino trato no trabalhos para a exposição/Foto: Divulgação

O fino trato no trabalhos para a exposição/Foto: Divulgação

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.