Amazonas Ambiente Amazônico Colunas

Paradas de ônibus sem cobertura, expõem usuários(Por George Dantas)

Ambientalista George Dantas(AM)
Ambientalista George Dantas(AM)
Redação
Escrito por Redação

A Prefeitura de Manaus está sob fogo cruzado nesse ano eleitoral, em que pese algumas ações positivas para o manauara, ainda restam muitos problemas não solucionados pelo alcaide, parte deles, objeto de promessas de campanha que foram lentamente esquecidas no giro da maquina pública.
Ficou patente, a falta de capacidade da Prefeitura em gerenciar suas responsabilidades quando, um grupo de moradores resolveu se juntar e começar a cuidar da recuperação das paradas de ônibus do seu bairro no começo deste ano.

Até quando tenta acertar, o prefeito não se dá bem, vejam, por exemplo, o caso sem solução das paradas de ônibus que estão sendo reformadas há mais de seis meses e esse trabalho parece infindável pois nunca termina, prejudicando milhares de usuários do sistema de transporte coletivo que necessitam da proteção desses abrigos, especialmente agora, quando estamos sob o inverno amazônico de chuvas diárias.

O trabalho foi iniciado com a retirada imediata das coberturas, mas a colocação dos novos telhados segue um cronograma diferente de aplicação dos novos materiais, de forma lenta impactando a população, e o que mais encontramos nas vias, são abrigos completamente destelhados, parecendo obra inacabada e abandonada ao tempo.

Para que observa o fato que está acontecendo em toda a cidade de Manaus, parece que o projeto padece de uma total falta de sintonia entre o desmontar e o remontar o novo. Se a ideia do algum marqueteiro era mostrar a prefeitura trabalhando, o tiro saiu pela culatra, pois agindo assim, o dano é muito maior, o inconveniente é desgastante com as pessoas expostas ao sol e chuva enquanto aguardam o coletivo.

Paradas de ônibus inacabadas, em Manaus/Foto: Divulgação

                                   Paradas de ônibus inacabadas, em Manaus/Foto: Divulgação

Para quem se diz preocupado em “governar cuidando das pessoas” isso soa tão falso como uma nota de três reais e nesse momento, é que se percebe como funciona a cabeça dos marqueteiros que vendem ideias para os agentes públicos, pois certamente no próximo horário político vão mostrar o “antes” com as paradas deterioradas em preto e branco para em seguida mostrar o “depois” com as paradas reformadas. Esquecem eles do “durante” onde o povo sofrido ficou desamparado e exposto ao tempo pela inabilidade da prefeitura em gerenciar um simples projeto de renovação das paradas de ônibus da cidade de Manaus.(George Dantas – Ambientalista)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.