Destaques Formal & Informal

Parece que o jogo para o prefeito Arthur Neto “terminou antes de acabar”

O desgaste político do prefeito Arthur Neto tem crescido muito nas últimas semanas.
Redação
Escrito por Redação

“O jogo só termina quando acaba”, mas no caso do tucano candidato à reeleição Arthur Neto (PSDB), o jogo parece que já chegou ao fim. Pelo menos é o que demonstram todos os prognósticos (menos o do Ibop), nas pesquisas de intenções de votos, nas últimas três semanas.

O tiro de misericórdia pode ter sido dado essa manhã, em uma provável consulta feita pela Tirandentes, em paradas de ônibus, que mostra uma provável virada de Marcelo Ramos nas eleições municipais/2016.

Na consulta feita nas paradas de ônibus, Marcelo Ramos estaria aparecendo à frente do seu maior rival, o tucano Arthur Neto. Ao se confirmar as informações, fica claro que o pior erro do candidato do PSDB foi ter mexido em um ponto nevrálgico da sua administração: o transporte coletivo.

A derrocada de Arthur teve início com o namoro e concubinato entre ele e Eduardo Braga (PMDB) e teve seu ponto mais crítico, com os fechamentos e reaberturas do (Terminal de Ônibus T2). Que por sinal, está intrinsicamente ligado à famosa e única Faixa Azul dos R$ 4 Milhões entre pintura e estudo.

O desgaste político do prefeito Arthur Neto tem crescido muito nas últimas semanas.

O desgaste político do prefeito Arthur Neto tem crescido muito nas últimas semanas.

Os erros estapafúrdios de Arthur e de sua equipe o estão levando à derrota e ao esquecimento político no Estado. O eleitor não perdoa erros e nem mentiras. As redes sociais estão aí para desfazer as imagens maquiadas de uma administração voltada para as classes A e B e aos privilégios dados às áreas nobres da cidade.

O direto no queixo, do final do embate, pode ser dado amanhã (02), a se confirmar com as primeiras pesquisas de boca de urna. Arthur parece que já jogou a toalha.

Há mais de 15 dias não libera dinheiro mais nem para o mais íntimo de seus candidatos a vereador da sua coligação. Muito menos, para os fornecedores do serviço público.

Dinheiro ele teve. R$ 5 Bilhões a mais que o prefeito Amazonino Mendes (PTB). Mais: só o Governo do Estado, liberou R$ 32 Milhões/Ano do ICMS do Diesel, R$ 8 Milhões/Ano do IPVA dos ônibus, mais R$ 5 Milhões/Ano de subsídio dos impostos de aquisição de novos ônibus e mais recentemente, o governo liberou R$ 80 Milhões para a compra de asfalto para a cidade de Manaus. Onde foi parar tanto dinheiro? Talvez na compra de tinta para pintar a faixa azul, quem sabe!

Pelo que parece, Arthur está se preparando para finalizar os quatro anos de mandato, fazer as malas e ir curtir seus últimos dias de vida em uma ilha dessa qualquer pelo mundo.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.