Amazonas Cidades

Pescado irregular apreendido é doado ao Lar Batista ‘Janell Doyle’

Peixe tambaqui fora do padrão permitido/Foto: BPAM
Peixe tambaqui fora do padrão permitido/Foto: BPAM
Redação
Escrito por Redação

Mais de 209 quilos de pescado irregular foram apreendidos pelo Batalhão de Policiamento Ambiental do Amazonas (BPAmb-AM), na manhã de ontem (06)), e doados pela Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (DEMA), ao Lar Batista Janell Doyle, que atende crianças em vulnerabilidade social.
A ação aconteceu em feiras situadas nos bairros Coroado, Zona Leste; Novo Israel e Monte das Oliveiras, ambas na Zona Norte de Manaus.

A fiscalização confiscou 48 quilos de piracatinga, 106 quilos de tambaqui, 11 quilos de pirarucu (fresco), 16 quilos de surubim e 28, 5 quilos de carne de queixada (porco-do-mato), foram descartados. A mercadoria apreendida é considerada ilegal pelos policiais militares da BPAmb-AM, segundo a delegada adjunta da Dema, Silma Pacheco.

Após a ação, os responsáveis pela mercadoria apreendida foram conduzidos à sede da Dema. Na delegacia foram realizados três flagrantes e a assinatura de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

“Quatro feirantes foram apresentados na unidade policial. Três deles, que trabalham nas feiras do Coroado e Monte das Oliveiras, foram autuados pelo crime de comercialização ilegal de pescado em período de defeso. O quarto feirante, que atua na feira do bairro Novo Israel, assinou TCO e responderá em liberdade por venda ilegal de carne de origem de animal silvestre”, informou Silma Pacheco.

Os três homens detidos com o pescado irregular nas feiras foram liberados após o pagamento de fianças, entre os valores de R$ 300 e R$ 798, arbitradas pela autoridade policial.

Carne de caça também apreendida/Foto: BPAM

Carne de caça também apreendida/Foto: BPAM

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.