Amazonas Colunas

Petistas “demonizam” a Globo – por Garcia Neto

Redação
Escrito por Redação

A Globo mais uma vez volta a contrariar os padrões básicos da ética e a desrespeitar a inteligência do brasileiro. Depois da homenagem do Congresso Nacional pelos 50 anos da TV Globo e dos 90 anos do jornal O Globo o vice-presidente do Grupo Globo e presidente do seu conselho editorial, João Marinho, sofreu pressão de toda ordem e foi esfriando na medida em que ouvia cobras e lagartos da bancada do PT, como forma de frear os ataques da Globo ao partido e ao governo da presidente Dilma.

 

Durante o encontro os petistas afirmaram que parte da crise é culpa da própria Rede Globo, pela postura agressiva que a emissora vem adotando contra o governo, e que só contribui para ajudar a oposição e os contrários ao governo a colocarem o país no fundo do poço. Na verdade, nem Dilma nem petistas sabem a quem atribuir a crise brasileira: ora culpam a Grécia ora culpam a China, depois culpam FHC, culpam a crise mundial que não existe, e agora a Globo poderá ser a responsável pelo possível impeachment de Dilma, que seria desastroso, segundo eles, para o país.

 

Na visão de petistas mais ortodoxos, o momento econômico que já é ruim pioraria ainda mais, os conflitos sociais se acentuariam e é bem provável que tudo isso levaria a uma guerra civil, a uma luta armada entre os movimentos sociais e a direita desse País. E para legitimar o terror, eles asseguram que o país mergulharia em uma crise social e institucional sem precedentes e quem pagaria o pato como um todo, seria a sociedade. E reafirmaram que a Globo seria corresponsável por esse processo de dissolução social e democrático da Nação.

 

Durante a sessão de lavagem cerebral, João Roberto ficou calado o tempo todo e assim que a reunião acabou ele foi embora sem dizer adeus. E o resultado não demorou; o quadro político, que era tenebroso, mudou, Eduardo Cunha foi descartado, Renan Calheiros fortalecido, mais empavonado, e Dilma respirando mais aliviada, enquanto a Globo, que sempre esteve ao lado de todos os governos de direita, desde o regime militar até o ultimo dia do governo Lula, ficou com o rabo entre as pernas, e poderá demonizar essa fraca oposição no Congresso Nacional.

 

*Garcia Neto é professor e jornalista

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.