Amazonas Formal & Informal

‘Pinguelão’ é preso pelo assassinato da líder comunitária da ‘Portelinha’

Pinguelão está na cadeia/Foto: PC-AM
Pinguelão está na cadeia/Foto: PC-AM
Redação
Escrito por Redação

O funcionário público Adson Dias, mais conhecido como “Pinguelão”, foi preso na manhã de hoje, segunda-feira (17), como principal suspeito de ser o mandante do asassinato da líder comunitária Maria das Dores dos Santos Salvador, de 54 anos, encontrada morta na manhã de quinta-feira (13), na estrada de Manacapuru. Dora Priante era líder da comunidade “Portelinha”, em Iranduba, e foi morta com doze tiros de pistola PT 380 depois de ser seqüestrada e torturada.
De acordo com o delegado da 31ª Delegacia de Iranduba, Paulo Mavignier, “Pinguelão” foi preso em uma casa no bairro de Aparecida, em Manaus, por policiais da Secretaria de Inteligência (SEAI), depois de ser apontado por um caseiro que estava na casa de Dora Priante no dia do sequestro.

O caseiro “abriu o jogo” e confessou seu envolvimento na trama para seqüestrar e matar a líder comunitária e apontou “Pinguelão” como o mandante do crime.  O caseiro apontou, também, outros envolvidos no seqüestro e assassinato da líder comunitária que deverão ser presos no decorrer do dia de hoje.

A motivação do crime, segundo as investigações, é a grilagem de terra. Dora Priante registrou pelo menos 18 boletins de ocorrência por denunciar “Pinguelão” por grilagem de terra na comunidade da “Portelinha” e em Iranduba.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.