Amazonas Cidades

PM prende pai que abusava de duas filhas no município de Apuí

Vilson Dresch, 54 anos, natural de Cunhaporâ, Santa Catarina.
Vilson Dresch, 54 anos, natural de Cunhaporâ, Santa Catarina.
Redação
Escrito por Redação

Os Policiais Militares que atuam no município de Apui, distante 453 km de Manaus receberam denuncia, que um pai estaria mantendo as filhas menores de idade em cárcere privado.

A equipe policial, acionaram o conselho tutelar do município. No local, rua Mário Quintana, bairro Morena, foi constatado a veracidade do fato, tratava-se de Vilson Dresch, 54 anos, natural de Cunhaporâ, Santa Catarina, que mantinha suas duas filhas menores de idade em cárcere privado e que segundo as meninas as abusava sexualmente.

As meninas de 17 e 16 anos foram socorridas pelos policiais e pelos conselheiros, elas aparentavam está em estado de choque e com escoriações pelo corpo, com sinais de terem os braços amarrados para não fugirem.

No interior da residência ainda foi encontrado uma espingarda calibre 20, com 5 munições intactas e que segundo as adolescentes eram usadas para ameaça-las, além de serem encontrados remédios anticoncepcionais que eram obrigadas a tomarem, fios elétricos e cordas para amarrá-las e um sistema de linhas de pescar e sacolas plásticas que era usado quando elas abrissem a porta para tentar fugir.

As meninas foram levadas para atendimento médico e o acusado foi apresentado ao 71º DIP para os procedimentos de polícia judiciária. As adolescentes estão sobre a guarda dos conselheiros tutelares: Jucimara Rezende e Edson Gomes, até decisão judicial e segundo informações do Comandante da PM local, Tenente PM Garavitor o exame de corpo delito e conjunção carnal foi realizado a pedido do delegado Rocha e foi constatado as denuncias.

Informações e denuncias podem ser feitas diretamente ao comandante da Unidade responsável, Tenente PM Garavitor, em Apuí, telefones linha direta 97 99199-8277 e 97 99189-4250.

Diretoria de Comunicação Social (PMAM)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.