Amazonas Cidades

Polícia Civil-AM desarticula laboratório de drogas e prende traficantes, na Redenção

VAldeir, Reinaldo e Anderson, presos na Redenção/Foto: Erlon Rodrigues
Redação
Escrito por Redação

Por volta das 09h30 da manhã de hoje, sábado (03), o delegado da Seccional Centro-Oeste, Alessandro Albino, falou em coletiva de imprensa, realizada na sede da Delegacia Geral, sobre as prisões de Valdeir de Almeida Mourão e Reinaldo Carvalho de Oliveira, ambos de 35 anos, do colombiano Johon Anderson Betancout Calvache, de 34, por envolvimento com o tráfico de drogas.
De acordo com o Alessandro, os homens foram presos na tarde de ontem (02), por volta das 16h00, em uma residência onde funcionava um laboratório de drogas, situada na Rua Acopiara, bairro Redenção, na zona Centro-Oeste. “A casa era de Valdeir e eles a alugaram com o intuito de transformá-la em um laboratório para produzir drogas”, informou.

Com o trio foram apreendidos cerca de 40 quilos de entorpecentes com características de pasta base de cocaína e cocaína em pó, além de material para refinar e embalar o material ilícito. “Eles serão autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Vamos continuar as investigações para saber quem forneceu o entorpecente e para onde seria direcionado”, declarou a autoridade policial.

Ainda segundo o delegado, após denúncias anônimas de que no endereço citado havia drogas, os policiais do 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP) iniciaram uma investigação que durou vinte dias. As prisões receberam o apoio de policiais do 10º DIP e da Seccional Centro-Oeste.

O delegado geral, Raimundo Acioly, parabenizou o trabalho dos policiais do 10º e 17º DIPs, bem como a equipe da Seccional Centro- Oeste. “Continuaremos atuando para combater o tráfico de drogas no Estado”, concluiu.

Ao término dos procedimentos cartorários, os três serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão à disposição da Justiça.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.