Amazonas Cidades Destaques

Polícia Federal investiga vazamento de provas do PSC da UFAM

Reitora Márcia Perales com o delegado da Polícia Federal/Foto: Assessoria UFAM
Redação
Escrito por Redação

Na tarde de ontem, segunda-feira (30), a reitora da Ufam, professora Márcia Perales, acompanhada da diretora-presidente da Comissão Permanente de Concursos (Compec), professora Ana Galotta, e do Procurador-chefe junto à Fundação Universidade do Amazonas, procurador André Cheik Bessa, compareceram à sede da Polícia Federal para pedir agilidade nas investigações dos indícios de vazamento de questões de provas do Processo Seletivo Contínuo 2016, o que levou à suspensão do exame que teria as provas aplicadas no último domingo (29) em todos os municípios do Estado do Amazonas.
Os gestores da Universidade foram recebidos pelo Superintendente Regional da Polícia Federal, delegado federal Marcelo Sálvio Rezende, e pelo delegado da área de combate a organizações criminosas, Franco Perazzoni.

Os delegados acusaram o recebimento do Pedido de investigação de possível crime, protocolado pela Universidade no início da tarde do último sábado (28) e explicaram como serão as etapas da investigação. “Sabemos da angústia da Universidade de identificar imediatamente os culpados. Vamos priorizar isso; destacaremos uma equipe pericial para analisar todos os malotes e deixar os gestores da UFAM atualizados quanto ao andamento das investigações, para que o mais breve possível os culpados sejam responsabilizados na esfera criminal”, declarou o superintendente da Polícia Federal.

A reitora agradeceu o empenho da Polícia Federal e ressaltou que a ação de alguns prejudicou a expectativa de milhares de estudantes que realizariam as provas no domingo, mas que a instituição está convicta de que, ao suspender as provas, assegurou a isonomia de condições aos candidatos e a lisura do certame. “A instituição agiu em tempo hábil e com justiça. Contamos com a Polícia Federal para identificar os culpados”.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.