Amazonas Cidades

Polícia pede prisão de homem que atropelou e matou engenheiro no viaduto

Heitor recebe homenagens em redes sociais/Foto: Facebook
Heitor recebe homenagens em redes sociais/Foto: Facebook
Redação
Escrito por Redação
Heitor recebe homenagens em redes sociais/Foto: Facebook

                          Heitor recebe homenagens em redes sociais/Foto: Facebook

A Polícia Civil está à procura de Thiago Dinelly Lima, que atropelou e matou em cima do viaduto do Coroado, o engenheiro Heitor Aparecido da Silva, de 56 anos, no último domingo (04).
Quatro dias após ter causado o acidente, Thiago Dinelly não se apareceu, e nem se apresentou à Polícia causando revolta e comoção nas redes sociais.
O causador do acidente já devia ter se apresentado na Delegacia Especializada de Acidentes de Trânsito (DEAT), mas até agora não deu ás caras, o que levanta a suspeita de muitos internautas que Thiago Dinelly estaria bêbado ou drogado quando provocou  o acidente, e a família estaria o escondendo e ganhando tempo para fugir dos exames que detectam substâncias no corpo.

Nas redes sociais são muitos os comentários que chamam Thiago de “assassino”, “crápula” e “bandido”.

O titular da DEH deve pedir nos próximos dias a prisão preventiva de Thiago.

Ainda nos comentários na páginas de familiares e amigos do engenheiro nas redes sociais,  afirmam que Heitor morreu o que mais gostava na vida que era ajudar os outros. Heitor tinha parado o carro para prestar ajuda a um desconhecido em cima do viaduto do Coroado que estava com panea mecânica no veículo, quando foi atropelado e jogado de uma altura de 5 metros pelo carro conduzido por Thiago.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.