Curiosidades Mundo

Pombas são presas na Índia sob acusação de serem ‘espiãs’

Pomba capturada na Índia trazia uma mensagem ameaçadora e está sob custódia por suspeita de espionagem
Pomba capturada na Índia trazia uma mensagem ameaçadora e está sob custódia por suspeita de espionagem
Redação
Escrito por Redação

Ave que carregava mensagem secreta para primeiro-ministro foi presa; outros casos na fronteira com Paquistão deixaram autoridades em alerta.

Ela entrou na Índia pelo ar, carregando uma mensagem secreta em urdu – a língua oficial do Paquistão – para o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi. Ela foi presa, capturada e acusada de espionagem. Agora, a polícia indiana tenta descobrir quem está por trás da operação.

Pomba capturada na Índia trazia uma mensagem ameaçadora e está sob custódia por suspeita de espionagem

Pomba capturada na Índia trazia uma mensagem ameaçadora e está sob custódia por suspeita de espionagem

O nome da detenta é desconhecido e ela se recusa a depor. As autoridades sabem apenas que tem duas patas, duas asas e um bico. E que, aparentemente, veio do Paquistão. Trata-se de uma pomba.

Sob custódia

“Modi, nós somos os de 1971”, diz a mensagem que a pomba carregava. “Agora, cada um de nossos filhos está pronto para lutar contra a Índia.”

O pássaro foi descoberto no domingo pela Guarda Costeira da Índia em Bamial, região de fronteira com o Paquistão, segundo o jornal Times of India. Mas não foi o primeiro caso.

Outra pomba já havia sido descoberta recentemente por uma criança de 14 anos na aldeia de Manwal, a cerca de 3 km da fronteira. A região em questão fica entre Jammu e a Caxemira, território reivindicado por Índia e Paquistão e cenário de deslocamentos militares frequentes provocados pela tensão entre os países. O menino que encontrou a pomba levou o animal até uma delegacia, e o pássaro foi submetido a análises de raio-X.

Embora a polícia tenha confirmado que não encontrou nada de “incomum” na pomba, ainda assim decidiu mantê-la “sob custódia”, segundo um chefe local da corporação. O pássaro foi descrito nos registros como “suspeito de espionagem”.

“Nós capturamos alguns espiões aqui. Esta área é muito delicada por causa de sua proximidade com Jammu, onde é comum tentarem se infiltrar”, disse o superintendente da polícia local, Rakesh Kaushal, para o Times of India.

“É importante esclarecer que não havia apenas uma, mas duas pombas, o que significa que estão atacando em ondas. Eles estão se infiltrando profundamente”, satirizou o autor e humorista indiano Shovon Chowdhury em coluna para a BBC.

Agora, elas estão “em uma gaiola com ar condicionado, sob rigorosa custódia da polícia”, satiriza Chowdhury.

“Seu método é sofisticado. Suas tentativas iniciais de enviar mensagens ofensivas envolviam apenas balões. Hoje, são pombas que são capturadas com mensagens escritas em suas penas”, diz o humorista.

História

Até relativamente pouco tempo, o uso de pombos-correio ainda era um método seguro de transmitir informações secretas. Não é possível “hackear” um pombo como se faz com mensagens eletrônicas, e o animal se mistura muito bem ao ambiente.

Em 2012, um homem estava limpando sua chaminé em Surrey, no Reino Unido, quando encontrou um pombo-correio morto com uma mensagem codificada em sua perna. Uma equipe canadense decifrou a frase meses depois. Era de um paraquedista das tropas britânicas que havia aterrissado em território inimigo. Nela, ele confirmava o seu desembarque e se reportava à divisão de bombardeio da Força Aérea.

Os historiadores acreditam que a mensagem tenha sido enviada a partir da França em 1944, então ocupada pelos nazistas, no famoso Dia D, que marcou a reconquista da França e o início da derrota alemã na Segunda Guerra Mundial.

Gatos biônicos

Pombos não são os únicos animais dedicados à tática da espionagem.

Em 1960, a Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos gastou cerca de US$ 125 milhões (em valores atualizados) para criar um gato biônico espião. O felino passou por uma cirurgia para receber um sistema de bateria em seu peito, um microfone em sua orelha e uma antena em sua coluna e cauda. Ele foi treinado para andar entre as pernas dos membros da embaixada soviética para gravar e transmitir suas conversas.

Foi um projeto tão ambicioso quanto inútil. Acredita-se que o gato tenha sido atingido por um táxi na primeira vez em que foi colocado no chão. Outros historiadores acreditam que o treinamento tenha sido cancelado por falta de resultados.

Sátira

“A polícia indiana tem muita experiência com a vida selvagem”, diz, irônico, o humorista Chowdhury, voltando ao mistério atual das pombas “espiãs” da fronteira entre Índia e Paquistão.
“Quando búfalos de um importante político de Uttar Pradesh – o Estado mais populoso da Índia – foram sequestrados por um casal de pessoas com deficiência, cerca de cem policiais e dois superintendentes foram procurá-los”, conta.

“Portanto, temos razões para não perder a esperança de que a luta contra a pomba jihadista será bem sucedida”.

Fonte: IG

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.