Amazonas Cidades

População de Coari/Am sofre com serviços da CEF e Casas Lotéricas

Usuários se acotovelam em frente a Lotérica fechada/Foto: Divulgação
Usuários se acotovelam em frente a Lotérica fechada/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Após apuração de infrações cometidas pela Caixa Econômica Federal, no quantitativo de Lotéricas existentes no Município de Coari, a Procuradoria Geral do Município resolveu acionar a Instituição Financeira, para providenciar imediata melhoria no serviço oferecido à população.
Com mais de 90 mil habitantes, o Município de Coari sofre com a precariedade do serviço de loteria, de modo que a população é obrigada a madrugar em filas para conseguir o pagamento de seus benefícios e pagamento de contas e boletos.

A preocupação surgiu após a constatação que em Coari a Caixa Econômica Federal disponibilizou somente 2  (duas) Lotericas, uma no bairro do Centro e outra no Bairro das Chagas, sendo estas insuficientes para atendimento da população, seja em dias normais ou em dia de pagamento de benefícios concedidos pelo Governo Federal.

Segundo o Procurador Geral do Município, Dr. Fábio Tavares Amorim, o Município concedeu à Caixa Econômica o prazo de 30 (trinta) dias para início da ampliação do serviço, e se não for iniciado, o Município pretende acionar a Justiça Federal para intervir no caso.

A Procuradoria acionará, também, o Ministério Público do Estado do Amazonas, o Ministério Público Federal, a Ordem dos Advogados do Brasil através da Comissão do Consumidor, a Câmara Municipal de Coari e a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, objetivando que estes órgãos acompanhem e auxiliem na cobrança da Caixa Econômica Federal.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.