Brasil

Preso suspeito de matar três brasileiras em Portugal

Se condenado, ele pode pegar até 99 anos de prisão pelos crimes/Foto: Divulgação
Se condenado, ele pode pegar até 99 anos de prisão pelos crimes/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Se condenado, ele pode pegar até 99 anos de prisão pelos crimes/Foto: Divulgação

Se condenado, ele pode pegar até 99 anos de prisão pelos crimes/Foto: Divulgação

Um homem foi preso suspeito de ter assassinado três brasileiras em Portugal. O auxiliar de serviços gerais Dinai Gomes seria o autor do crime. As irmãs mineiras Michele Santana Ferreira e Lidiana Neves Santana e sua companheira, a capixaba Thayane Milla Mendes Dias foram encontradas mortas no fim de agosto e estavam desaparecidas desde maio.

A Polícia Federal prendeu o principal suspeito de ter matado e escondido os corpos das três brasileiras que estavam desaparecidas havia três meses em Cascais, Portugal. O detido é o namorado de Michele e a motivação do crime seria as constantes brigas entre o homem e sua cunhada que vivia com a namorada. Ele seria contra o relacionamento das duas.

A Justiça Federal de Belo Horizonte expediu o mandado de prisão temporária, de busca e apreensão e de condução coercitiva do suspeito. Ele será levado a Penitenciária Nelson Hungria, onde aguardará seu julgamento.

Desde fevereiro as três deixaram de fazer contato com suas famílias e Dinai justificou a falta de ligações das três com uma viagem que as amigas teriam feito rumo a Londres. Dinai foi preso na região do Vale do Jequitinhonha onde nasceu.

Os corpos das três jovens foram encontrados dentro da caixa d’água de um hotel para cachorros na Vila de Tires, distante cerca de 25 quilômetros da capital, Lisboa.

O comandante do Corpo de Bombeiros do destacamento local ajudou na identificação dos corpos e afirmou, em entrevista ao jornal Diário de Notícias que Michele estava grávida de 3 meses. (terra)

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.