Amazonas Política

Produtor rural do Amazonas terá linha direta para falar com a Sepror

Henrique Oliveira entrega documentos dos equipamentos/Foto: Roberto Carlos
Henrique Oliveira entrega documentos dos equipamentos/Foto: Roberto Carlos
Redação
Escrito por Redação

A Secretaria Estadual de Produção Rural e Sustentabilidade (Sepror), entregou, na manhã da sexta-feira (03), 26 patrulhas agrícolas que vão servir para o trabalho de mecanização das lavouras e escoamento da produção de mais de 700 famílias de produtores rurais do interior do Estado, em solenidade que aconteceu na Superintendência Federal da Agricultura no Estado do Amazonas, em Adrianópolis, e contou com a presença do vice-governador, Henrique Oliveira, parlamentares e autoridades dos municípios beneficiados pelos equipamentos.
O vice-governador destacou que o investimento faz parte do plano de trabalho do governador José Melo de levar mais desenvolvimento para o interior do Amazonas. “Essa é mais uma demonstração que as propostas de desenvolvimento do nosso Estado da gestão do governador José Melo estão sendo executadas, como a valorização do setor primário e de quem coloca os alimentos na mesa de todos nós, como é o caso dos produtores rurais amazonenses. Precisamos fortalecer cada vez mais os 61 municípios, levando condições para que os produtores desenvolvam seus trabalhos com excelência e, assim, fixando essas famílias no interior”, enfatizou.

Os equipamentos serão entregues às unidades locais do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal do Amazonas (Idam) de 26 municípios. Os investimentos nos equipamentos totalizam R$ 5alar com ,9 milhões e referem-se à aquisição de 35 patrulhas por meio de emenda parlamentar da senadora Vanessa Grazziotin. Do total, nove já foram entregues. Os kits de patrulhas agrícolas são compostos por trator de 50 CV e novos tipos de implementos, como distribuidor de calcário, roçadeira, perfurador de solo, distribuidor de esterco, além de máquinas para arar, roça e plantio.

Municípios – A ação atenderá produtores em 26 localidades amazonenses: Amaturá, Anamã, Autazes, Barreirinha, Benjamin Constant, Boca do Acre, Borba, Codajás, Guajará, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Jutaí, Santo Antônio do Matupi, Maués, Nova Olinda do Norte, Pauini, Presidente Figueiredo, Santa Izabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Tabatinga, Tefé, Uarini, Urucurituba. Os municípios que já receberam o equipamento são: Boa Vista do Ramos, Caapiranga, Eirunepé, Lábrea, Santo Antônio do Içá, Parintins, Urucará, Rio Preto da Eva e Manaus.

A mecanização é um dos pilares do planejamento elaborado pela Sepror até 2018 para o aumento da produtividade no interior e segue cronograma de implantação em regiões prioritárias como a porção sul do Estado, Baixo e Médio Amazonas, Manaus e entorno, além do Médio Solimões e calhas do Madeira, Purus e Juruá em um total de 11.650 hectares de mandioca; culturas industriais (juta/malva, borracha e castanha); culturas alimentares (feijão, café e cana); hortaliças; fruticultura; pecuária leiteira e de corte, e piscicultura.

“A mecanização aliada à regularização fundiária e às condições facilitadas de acesso ao crédito são a linha mestra do nosso planejamento. Uma vez titulado, o produtor tem crédito para poder trabalhar melhor a terra. Nosso assessoramento via Idam visa garantir que ele consiga viabilizar a produção, pagar o crédito e obter lucro. Para isso, estamos buscando também o subsídio de calcário, que é fundamental para trabalhar a terra”, explicou o secretário de estado de Produção Rural e Sustentabilidade, Sidney Leite.

Produtividade – O secretário de Produção Rural do Município de Autazes (a 108 quilômetros de Manaus), Edilevi dos Santos, comentou que os equipamentos vão servir para melhorar a qualidade do solo das áreas de produções rurais do município, que é um dos maiores produtores de bovino e bubalino do Amazonas. “Essa patrulha que recebemos vai auxiliar na melhoria do nosso solo para recuperar pastagens degradadas para aumentar a nossa produtividade. E esse benefício faz com que permanecemos no campo produzindo e ajudando nossas famílias”.

WhatsApp – Na ocasião da entrega de equipamentos, a Sepror lançou também o serviço de WhatsApp (99348-7261), nova ferramenta de comunicação que será operacionalizado pela pasta e poderá receber também mensagens via SMS. O objetivo é abrir um canal de comunicação direta com produtores, pescadores, extratores, empreendedores, sindicatos, associações, cooperativas, colônias de pescadores, indígenas, entre outros, para envio de sugestões, críticas, dúvidas e denúncias.

A nova ferramenta trará maior dinamismo à interação com os principais clientes da Sepror por conta da diminuição do tempo-resposta às demandas, além de tornar transparente as ações da pasta. Os dados serão tabelados e servirão de base para controle interno e melhoria dos serviços prestados pelo Sistema Sepror. O sistema de comunicação será gerenciado pela Sepror e atenderá todos os órgãos vinculados ao sistema: Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal do Estado do Amazonas (Idam), Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), e Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS).

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.