Cidades

Professor de escola estadual é acusado por pais de aliciar alunas

Uma aluna gravou um vídeo com as atitudes do professor e mostrou à mãe, que fez a denúncia – foto: reprodução do vídeo
Uma aluna gravou um vídeo com as atitudes do professor e mostrou à mãe, que fez a denúncia – foto: reprodução do vídeo
Redação
Escrito por Redação

O professor de matemática Reinaldo Rodrigues, da Escola Estadual Raimunda Holanda de Souza, no bairro Amazonino Mendes, Zona Norte, está sendo acusado, por pais de estudantes da unidade, de corrupção e aliciamento de menores.
Um vídeo gravado pelos próprios alunos mostra claramente estudantes sentadas no colo do docente durante as atividades escolares realizadas em sala de aula.

De acordo com o relato de uma mãe, que não quis se identificar, o professor vem tendo esse comportamento desde o início do ano letivo. Segundo a denunciante, a filha, que é menor de idade, já tinha comentado sobre a conduta do professor dentro da sala de aula, mas nenhuma atitude foi tomada anteriormente, porque o regime da escola proíbe o uso de celular nas dependências da instituição e não teria como provar o crime sem a gravação.

Ainda conforme as informações da mãe, a menina, já revoltada com a atitude do professor, decidiu levar escondido para a sala de aula um celular, do qual conseguiu gravar as imagens que comprovam o ato que é realizado diariamente na escola.

A denunciante ressaltou que, após ter acesso as imagens, ela e outros pais que ficaram revoltados e procuraram a direção da escola para relatar o caso.

Uma aluna gravou um vídeo com as atitudes do professor e mostrou à mãe, que fez a denúncia – foto: reprodução do vídeo

Uma aluna gravou um vídeo com as atitudes do professor e mostrou à mãe, que fez a denúncia – foto: reprodução do vídeo

Na ocasião, o diretor teria afirmado que isso não passaria de perseguição de alunos para com o professor. A mãe, não contente com a resposta, decidiu, por conta própria, investigar o passado do professor e descobriu que o mesmo já foi expulso de outras escolas por apresentar o mesmo comportamento.

Ela destaca que, como nada foi feito pela gestão da instituição, nesta segunda-feira (22) irá procurar uma delegacia para registrar o caso.

“Uma pessoa que era pra educar e ensinar, usa dos privilégios de mestre para aliciar nossos filhos, isso é um absurdo. Minha filha está aterrorizada e com medo dele”, comentou acrescentando que “o professor entra na sala de aula, faz a chamada, passa uma tarefa e depois começa a chamar as alunas para sentar em seu colo”.

“Por muitas vezes, ele passa a mão nas partes íntimas das meninas, segundo o que me informou minha filha. Já soubemos que até encontros ele marca com quem aceita as ‘cantadas’ dele. Eu e outros pais fomos à direção, mas não obtivemos sucesso na queixa, então hoje esse mesmo grupo irá à delegacia procurar ajuda para resolver esse crime”, disse.

A Secretaria de Estado de Educação do Amazonas (Seduc-AM) foi procurada, mas, até o momento desta publicação, nenhum responsável comentou sobre o assunto.

Fonte: EM TEMPO

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.