Amazonas Cultura

‘Projeto Curupira’ do IFAM passa a integrar o Núcleo de Atendimento às pessoas com deficiência

Projeto Curupira, do IFAM/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Após sete anos de atividades, que promoveram a quebra de barreiras arquitetônicas, pedagógicas, comunicacionais e atitudinais, bem como a conscientização, sensibilização e convivência com as pessoas com deficiência, o Projeto Curupira, do Núcleo de Acessibilidade e Educação Inclusiva do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM), realiza no dia 21 de agosto, às 14h00, evento com palestras gratuitas, apresentações culturais e exposição de trabalhos, no Campus Manaus Centro, localizado na Av. Sete de Setembro.
Os 50 primeiros participantes do evento ganharão um kit exclusivo do Projeto. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no Campus Manaus Centro, de segunda a sexta-feira, das 08h00 às 17h00.

Segundo o reitor do IFAM, professor Antonio Venâncio Castelo Branco, o Projeto Curupira passa a ser integrado ao Núcleo de Atendimento a Pessoas comNecessidades Especiais (NAPNE) abrangendo todo o Instituto. “Temos 14 campi no Amazonas e nossa meta é ampliar o acesso dos nossos alunos com deficiência aos materiais didáticos e paradidáticos. Não há distinção em sala de aula entre estudantes. Todos poderão acompanhar o conteúdo programático sem qualquer problema”, ressaltou Castelo Branco afirmando que os serviços e produtos hoje desenvolvidos pelo projeto Curupira continuarão sendo ofertados a comunidade amazonense.

Para o coordenador do Projeto, professor Dalmir Pacheco, o Curupira cumpriu seu papel de incluir a pessoa com necessidades especiais em um modelo que valoriza os matizes inerentes ao ser humano. “Ao longo desses anos, oferecemos cursos profissionalizantes nas áreas administrativas, informática, mecânica, soldagem, almoxarifados, dentre outros. Além disso, ofertamos curso de Educação Especial, Libras, Braile, Soroban, Orientação e Mobilidade e Tecnologia Assistiva. A partir daí, surgiram atividades de arte e lazer, como a dança em cadeira de rodas, o teatro de cegos e artesanato”, destacou Pacheco.

A inclusão por meio da arte cênica fez com que surgisse o 1º Teatro de Cegos do Amazonas. O grupo teve sua estreia nacional no III Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica realizado em Olinda (PE), no último mês de maio, ao apresentar o espetáculo ‘No Reino do Pré-con-ceito’, que abordava as situações de dificuldade enfrentadas pelos deficientes em atividades cotidianas

Teatro de Cegos do projeto Curupira/Foto: Divulgação

Teatro de Cegos do projeto Curupira/Foto: Divulgação

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.