Amazonas Política

Projeto Profloram é destaque em reunião no Itamaraty, entre Brasil e Alemanha

Secretário Antonio Stroski, da SEMA/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

O Projeto de Prevenção e Combate ao Desmatamento e Conservação da Floresta no Estado do Amazonas (Profloram), foi destaque uma reunião de negociações intergovernamentais Brasil-Alemanha, realizada no Palácio Itamaraty, em Brasília, hoje, terça-feira (18).

O projeto é um exemplo de cooperação realizada entre o Governo do Amazonas e o governo alemão para fortalecer a gestão ambiental e territorial, em áreas sob intensa pressão pelo uso de recursos naturais, atendendo 12 municípios amazonenses da região sudeste e Baixo Amazonas.

Sob coordenação da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), o Profloram recebeu aporte de €19,4 milhões, sendo €10,5 do KFW e o restante de contrapartida do governo estadual. De acordo com o secretário estadual do Meio Ambiente, Antônio Stroski, a cooperação interinstitucional é uma estratégia da política ambiental que vem sendo amplamente discutida entre os estados da Amazônia Legal e o Governo Federal, a fim de dar poder jurídico de negociação direta entre esses estados e os agentes internacionais.

“O mundo inteiro tem interesse em manter a Amazônia preservada. Nada mais justo que nós, que já temos uma boa interlocução com esses investidores, tenhamos também autonomia para articular, receber e executar o recurso”, destacou Stroski, que na segunda-feira, dia 17, compôs a bancada dos secretários de Meio Ambiente da  Amazônia Legal em uma reunião com Ministério do Meio Ambiente (MMA) para tratar de ações de fortalecimento de programas de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+).

O Estado do Amazonas e outros estados da região estão investindo na política de serviços ambientais, que vai em consonância ao discurso de cooperação interinstitucional, recebendo aporte financeiro pela preservação dos recursos naturais que a floresta oferece. “O ribeirinho, o agricultor familiar e o indígena precisam ter uma contrapartida pelo serviço ambiental que eles prestam para o mundo inteiro ao preservar a floresta. É isso que a política de serviços ambientais estabelece”, acrescentou Stroski.

45 anos de cooperação – O Brasil comemorou nesta terça-feira, dia 19, 45 anos de cooperação com o governo alemão para ações na área de mudanças climáticas, florestas e biodiversidade. O Governo do Amazonas já faz parte desses acordos há 20 anos nas áreas de clima, mitigação, áreas protegidas, sociobiodiversidade, prevenção e controle do desmatamento, Cadastro Ambiental Rural, ordenamento territorial e com o Profloram.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.