Brasil

Prova de escândalo da merenda desaparece da Secretaria de Educação

alckmin
Redação
Escrito por Redação

Sumiu da Secretaria de Educação do Estado de SP um documento que era considerado prova importante para o andamento das investigações da operação Alba Branca, que analisa o pagamento de propina em contratos superfaturados de merenda com o governo de Geraldo Alckmin (PSDB) e cidades paulistas.

O sumiço do documento foi descoberto pela Corregedoria-Geral do Estado. A Secretaria da Educação do Estado informou, por meio de nota, que a pasta já abriu uma investigação sobre o assunto e pediu que um membro da Corregedoria também acompanhe o processo.

De acordo com a Folha de S.Paulo, o documento tratava de um pedido de reequilíbrio financeiro de um contrato da Coaf (Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar) com o governo de Geraldo Alckmin.

O mesmo documento foi citado em uma conversa entre o lobista Marcel Ferreira Julio –que se entregou à Polícia Civil de Bebedouro nesta quinta-feira (31) – e o ex-chefe de gabinete da Casa Civil Luiz Roberto dos Santos, conhecido como “Moita”. Na conversa, os dois discutem uma maneira de aumentar o valor dos contratos.

O corregedor-geral Ivan Agostinho disse ao “Bom Dia São Paulo”, que a última funcionária que teve acesso ao documento não soube dizer como ele desapareceu do local.

(NOTICIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.