Brasil Política

PSD do ministro Kassab continuará apoiando o governo Dilma

Guilherme Campos presidente do PSD/Foto: AgBr
Guilherme Campos presidente do PSD/Foto: AgBr
Redação
Escrito por Redação

Após o PMDB formalizar sua saída da base aliada do governo da presidente Dilma Rousseff, todos os olhares se voltaram para siglas menores que poderiam seguir o mesmo caminho do maior partido do País. O PSD, do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, porém, deve manter o apoio à máquina federal, afirmou o presidente nacional do partido Guilherme Campos, em entrevista a O Financista.
“O PSD continuará no governo. Está decidido”, afirmou Campos, acrescentando que o PSD liberou os parlamentares para votarem conforme quiserem no processo de impeachment da petista. “A decisão foi tomada com o objetivo de que todos tenham o direito de se manifestar livremente”, completou.

A saída do PMDB do governo abriu espaço para rumores de que a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, pediria para se desfiliar do partido presidido por Michel Temer para continuar no cargo. Uma das opções da ministra seria retornar ao PSD, partido do qual fazia parte antes de se tornar peemedebista.

O presidente do PSD negou que a ministra já tenha fechado sua migração para o partido, mas não escondeu que a legenda a receberia “de braços abertos”.

“A Kátia foi uma das primeiras fundadoras do PSD e seria muito bem-vinda, mas ainda não houve nenhuma conversa para que ela volte a fazer parte do partido”, declarou Campos.

Vale lembrar que o PSD, que controla a pasta de Cidades, foi a primeira legenda a fechar apoio à candidatura de reeleição de Dilma em 2014.(Terra/Financista)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.