Amazonas Formal & Informal

Querem criar um “herói” no episódio das cédulas falsas, diz o PT

hinaldo
Redação
Escrito por Redação

O presidente do Partido dos Trabalhadores no Amazonas, Valdemir Santana, disse que não vê com bons olhos o fato de estarem criando um “herói ou um vilão”, no caso do ex-militante Hinaldo da Costa Conceição, que jogou cédulas falsas no governador do Amazonas José Melo, em solenidade, dia 01 de fevereiro, na Assembléia Legislativa do Estado (ALEAM). Ele também disse que não quer se posicionar a respeito da ação da polícia e o mandado de busca e apreensão na casa do ex-militante do PT. 

“Se a polícia chegou à casa do Hinaldo com mandado de segurança expedido por um Juiz, tudo bem, mas se entrou arbitrariamente, não concordo com esse tipo de violência”, destacou o presidente do PT Estadual, que em nota anterior havia dito que o Partido é contra todo e qualquer tipo de violência, seja contra uma autoridade ou um cidadão comum.

“Essa não é a postura do partido, tanto que discordo da maneira como o Hinaldo agiu ao jogar cédulas no professor Melo. Existe outros tipos de manifestações sem a necessidade da agressão”, ponderou.

Mesmo tendo se posicionando na mídia, Valdemir Santana diz que não vai se envolver com essa questão, diretamente. Também não vai julgar a posição do deputado petista José Ricardo e a sua participação direta no episódio. De acordo com Santana, se o deputado tiver cometido algum deslise, quem tem que resolver e a executiva do PT, não ele. Os assuntos desta ordem, dentro da legenda, passam pela avaliação da executiva e se tiver algo que contrarie a postura partidária, é o conselho de ética quem resolve, mas parece que esse não é o caso.

Na opinião de Valdemir, o governador não deveria aceitar esse tipo de provocação. “O governador está sendo orientado de forma errada. A mídia quer fatos e os fatos estão indo de encontro a ele, quando deveria ser ao contrário”, deduziu.

De uma forma ou de outra, os fatos foram criados com os agressores tentando tirar proveito midiático em cima do incidente para sair do anonimato através de ação intempestiva. No entanto, o caminho arriscado entre o vilão e o herói está posto à mesa, resta saber quem sairá vencedor dessa batalha.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

2 Comentários

  • Não que ele seja um herói, ele é uma de muitas pessoas que estão revoltadas com esse governador, que eme 1 ano conseguiu destruir nosso estão e cometer muitos crimes como comprar votos

error: Ops! não foi dessa vez.