Política

Reajuste dos salários da Semed e da Semsa serão deliberados nesta quarta-feira

Redação
Escrito por Redação

As Mensagens do Executivo de reajuste do salário dos professores e dos servidores da área de saúde já estão na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Os projetos foram entregues ao presidente do Poder Legislativo Municipal, vereador Wilker Barreto (PHS), pelo prefeito em exercício e procurador-geral do município, Marco Cavalcanti, acompanhado do líder do prefeito na CMM, vereador Elias Emanuel (PSDB), por volta das 13h desta terça-feira (7). Ao serem aprovados, os projetos deverão beneficiar, com o reajuste, cerca de 15 mil servidores da Educação (Semed) e 12,5 mil da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Como explicou Marcos Cavalcanti, a Prefeitura priorizou o reajuste da educação — de 9,28% a serem pagos de duas vezes, 5% retroativo a 1º de maio, e a segunda parcela de 4,28% a partir de janeiro de 2017 — e da saúde — de 9,9% também divididos em duas parcelas, sendo a primeira de 5% retroativa a 2 de abril e a segunda, de 4,9% a partir de 1º de janeiro de 2017.

Cavalcanti destacou, na ocasião, que os reajustes foram negociados com as categorias tendo em vista a data-base nos meses de maio para os professores e abril para a saúde. Segundo ele, o impacto na folha de pagamento já está absorvido no orçamento municipal. Disse também que apesar da crise econômica que o País e o município enfrentam, a Prefeitura de Manaus cumpre com o acordo negociado com os sindicatos dos servidores, conforme orientação do prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB).

Cavalcanti assegurou que os representantes dos trabalhadores em educação compreenderam e aceitaram o reajuste imediato de 5% retroativo a 1º de maio, e a diferença a ser paga em janeiro de 2017. “O acordo foi discutido, pacificado e consensuado com o sindicato dos professores”, reafirmou ele, garantindo que o mesmo ocorreu na área da saúde.

O presidente da Casa, Wilker Barreto ressaltou que os projetos estavam sendo aguardados com grande expectativa e serão deliberados nesta quarta-feira (8), quando haverá a inversão da pauta e pedido de urgência para tramitação nas comissões técnicas da Casa. Barreto destacou, também, que solicitará reuniões conjuntas das comissões técnicas da Casa para dar celeridade ao pleito das categorias. “A Câmara sempre deu atenção especial e celeridade nas matérias de data-base. O que as categorias precisam entender é que em plena crise, poucas capitais estão discutindo data-base com saúde financeira debilitada”, esclareceu.

O líder da Prefeitura, Elias Emanuel falou do esforço concentrado feito na Casa Civil e Procuradoria para que a Mensagem chegasse o mais rápido possível à Câmara para a votação. Ele afirmou que há uma grande ansiedade nos servidores da saúde e da educação devido à data-base. “Se depender do nosso esforço vamos aprovar o reajuste o mais rápido possível para que vá a sanção do prefeito”, disse ele, destacando que agora, em junho, serão pagos o aumento de 5% para as categorias e o restante no mês de janeiro de 2017. “Dessa forma o prefeito respeita a data-base das categorias”, disse Elias, ao garantir que devem chegar, nos próximos dias, as Mensagens com os reajustes da Procuradoria Geral do Município, da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) e Manaustrans.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.