Amazonas Colunas

Reflexos da Crise na empregabilidade – por André Rodrigues de Almeida

André Rodrigues de Almeida é sócio do Almeida & Barretto Advogados
André Rodrigues de Almeida é sócio do Almeida & Barretto Advogados
Redação
Escrito por Redação

Entende-se por empregabilidade a capacidade do indivíduo manter-se ou reinserir-se no mercado de trabalho.

Em decorrência da crise institucional que assola o nosso país, esta capacidade, vem, a cada dia ficando mais difícil, ou seja, manter-se no emprego ou alcançar um novo emprego está se tornando uma verdadeira conquista para aquelas pessoas que ainda conseguem se equilibrar diante da atual conjuntura.

No último trimestre móvel, isto é, fevereiro à abril, a taxa de desocupação atingiu 11,2% da população trabalhadora, ou seja, 11,4 milhões de pessoas. Essa foi a maior taxa de desocupação já registrada.

Numericamente, comparando o último trimestre móvel, com o mesmo período do ano de 2015, o crescimento da taxa de desocupação foi de incríveis 42,1% (mais 3,4 milhões de pessoas desocupadas).

Consequentemente, houve também um decréscimo na população ocupada (90,6 milhões de pessoas) que caiu (-1,7%, ou menos 1,5 milhão de pessoas trabalhando) comparada a igual trimestre de 2015.

O número de empregados no setor privado com carteira assinada também recuou (-4,3% ou menos cerca de 1,5 milhão de pessoas nessa condição) frente a igual trimestre do ano passado.

Abaixo, quadro demonstrativo trimestre à trimestre desde 2012, mostrando a “evolução” da desocupação da população brasileira.

Quadro 1 – Taxa de desocupação – Brasil – 2012/2016tabela                                                Fonte: IBGE, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua.

Espera-se que, nos próximos meses, o Governo Federal, tomando medidas ousadas, possa fomentar o emprego e a empregabilidade, para que os índices da taxa de desocupação não fiquem cada mais maiores, visto que o aumento desses números gera reflexos no consumo, na indústria e até mesmo na violência.

*André Rodrigues de Almeida é sócio do Almeida & Barretto Advogados

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.