Mundo

Refugiados sírios morrem na travessia para a Grécia

Pelo menos 18 pessoas, entre eles 10 crianças, morreram afogadas ontem, à noite, após o naufrágio da embarcação em que tentavam atravessar da Turquia à ilha grega de Kalimnos, informou neste sábado a imprensa turca.
A embarcação de 14 metros de comprimento naufragou por volta de meia-noite a 3,5 quilômetros do litoral, na altura da cidade turca de Bodrum.

Pescadores que escutaram os gritos de socorro alertaram à Guarda Costeira turca, que resgatou outras 14 pessoas, que foram levadas a um hospital em Bodrum.

Segundo o jornal “Today’s Zaman”, 11 sobreviventes estão em estado crítico.

Os mortos eram de Síria, Iraque e Paquistão. Entre os mortos há 10 crianças, um deles um bebê de quatro meses, achado nos braços de sua mãe, e seis mulheres.

Um cidadão sírio que foi detido acusado de organizar a passagem dos refugiados para a Grécia declarou que cada um deles para US$ 1.000 para conduzir a embarcação desde a Síria e que ele mesmo era um dos que tentava chegar à Europa.

Estima-se que cada um dos ocupantes da barca tinha pago US$ 3.000 para chegar a Kalimnos.

Segundo a imprensa turca, outras 20 pessoas que tinham planejado embarcar decidiram não fazê-lo ao comprovar que não se tratava de um iate, como tinha sido prometido, mas de uma velha embarcação de madeira.

A imensa maioria das 850 mil pessoas do Oriente Médio e da África que entraram na Europa em 2015 fugindo da guerra e da miséria o fizeram através do litoral grego.

Mais de três mil morreram na travessia, segundo a Organização Internacional de Migrações (OIM).(UOL)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.