Política

Renan Calheiros vira réu por suspeita de receber propina

Se condenado, Renan pode ter de devolver o dinheiro recebido, pagar multa e corre o risco de ficar inelegível | Waldemir Barreto/Agência Senado
Redação
Escrito por Redação

A pedido do Ministério Público Federal a Justiça Federal abriu ação civil de improbidade administrativa contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Com isso ele torna réu em uma ação de improbidade administrativa.

 

No processo, ele é investigado por ter recebido propina da construtora Mendes Junior.

 

O Ministério Público o acusou de ter tido despesas de um relacionamento extraconjugal com Mônica Veloso, com quem tem uma filha, pagas pela empreiteira. Esse episódio levou a renuncia de Renan à presidência do Senado em 2007, para evitar a cassação de seu mandato.

 

Os advogados do senador informaram que só vão se manifestar depois que tiverem acesso ao processo.

 

Se for considerado culpado, ele perderá a cadeira no Congresso Nacional e terá que devolver o dinheiro aos cofres públicos.

 

(Agência Senado)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.