Política

Renomado economista sugere prêmio nacional ao governador José Melo

Redação
Escrito por Redação

O renomado economista nacional Raul Velloso quer entregar um prêmio nacional ao governo do Amazonas e mais três estados brasileiros, Amapá, Espírito Santo e Rondônia por terem feito o dever de casa ao enfrentar a crise econômica.

A proposta foi dita durante o programa ‘Roda Viva’, da TV Cultura e exibida na última segunda-feira (27 de junho). O deputado estadual David Almeida (PSD), destacou que realmente o governo do Amazonas foi um dos poucos Estados que visualizou o cenário econômico e tomou medidas, algumas amargas e impopulares, mas que manteve o Estado de forma equilibrada.

“Na segunda-feira, um dos programas mais conceituados da televisão brasileira com relação a debates e a economia, reconheceu através do economista Raul Velloso a boa administração adotada pelo governador José Melo e mais três governadores e propôs a criação de um prêmio no tesouro nacional”, comemorou.

David Almeida ressaltou que o economista é isento e diferente do que acontece aqui dentro do Estado, a administração do professor José Melo está sendo reconhecido a nível nacional.
Em aparte o deputado Serafim Corrêa (PSB), lembrou que o economista Raul Velloso é um estudioso das contas públicas brasileiras. O parlamentar disse que concordava com Velloso quando lembrou que a carga tributária está maior que o estado brasileiro.

“O Estado tem que ser maior que a carga para sobrar para investimento. Na hora que o estado é menor que a carga aí tudo se complica. O Rio de Janeiro é o exemplo disso, cuja folha de pagamento equivale a 112% de tudo o que ele arrecada e por isso está na situação que está. O economista registrou os quatro governos que se dispuseram a pagar o preço e muito alto, entre eles, está o Amazonas”, destacou.

Serafim voltou a defender o pacto de governança entre os poderes para desatar o nó. “Esses poderes precisam conversar para desatar o nó. Eu volto a defender que as coisas só vão andar quando esses poderes se sentarem e conversarem. E entendo que a proposta do Velloso deva ser um alento a esses quatro governadores que em seus estados pagam um preço muito alto por terem tomado medidas que se não fossem tomados, gerariam não hoje, mas amanhã e depois, situação semelhante a do Rio de Janeiro”, concluiu o socialista, lembrando que isso não será reconhecido, mas que o tempo vai mostrar.

O deputado Belarmino Lins (Pros) parabenizou Almeida pela relevância do tema discutido em plenário e destacou que a gestão do governador não tapa os olhos de lideranças nacionais, como é o caso do economista Raul Velloso.

“Sabemos que o Brasil passa por uma crise financeira, política e ética e o Amazonas tem resistido, mas agora saindo do ‘inverso para o verão’ em que há perspectivas de mudanças na performance na economia nacional e o programa Roda Viva com o economista Raul Velloso reconhece os méritos do governador do Amazonas que apesar das dificuldades, temos que festejar, senão no ponto de vista de investimentos, mas os compromissos assumidos pelo governo com o servidor público e para as obrigações mínimas”, pontuou.

David Almeida finalizou afirmando que o programa acerta quando o economista propõe um prêmio aqueles governadores que cumpriram o dever de manter o ajuste fiscal de seus estados e dentre os quatro estados, está o Amazonas na pessoa do governador professor José Melo.

O tema foi discutido ainda pelos deputados Bosco Saraiva (PSDB), Dr. Gomes (PSD), Platiny Soares (DEM), Sabá Reis (PR) e Carlos Alberto (PRB) que cumprimentaram o parlamentar pelo tema e reconheceram os esforços do governador do Amazonas para evitar que o Estado afunde como aconteceu com outros estados da federação.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.