Brasil

Reprovação de Dilma é semelhante a de Collor, diz pesquisa DataFolha

Dilma em pronunciamento, em 11 de maio/Foto: Reuters
Redação
Escrito por Redação

Uma pesquisa do Instituto Datafolha encomendada pelo jornal Folha de S. Paulo concluiu que o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) chega ao final deste primeiro semestre avaliado como ruim ou péssimo por 65% do eleitorado. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi realizado entre quarta (17) e quinta-feira (18) e publicado hoje, sábado (20).
De acordo com os números, tendências parecidas ocorrem entre eleitores de diferentes sexos, idades, escolaridades e níveis de renda. No grupo dos que têm renda familiar mensal de até dois salários mínimos, por exemplo, 11% aprovam o governo e 62% reprovam. No grupo dos que têm renda familiar mensal acima de dez salários, por sua vez, 12% aprovam e 66% reprovam.

Analisando por região, pode-se observar contrastes. Enquanto no sudeste 7% aprovam a presidente, no nordeste a porcentagem sobre para 14%.

Segundo o instituto, a reprovação de 65% da petista bateu um novo recorde na série do Datafolha desde janeiro de 2011 (início de seu primeiro mandato). Historicamente, ela só não é pior que a avaliação do ex-presidente Fernando Collor de Mello, que, em setembro de 1992, poucos dias antes de seu impeachment, atingiu 68% de ruim e péssimo.(Terra)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.